Editorias, Mundo, Notícias

Cessar-fogo se mantém na Síria, onde guerra civil matou 301 mil, diz ONG

Um dia após o início de um cessar-fogo na Síria acordado entre EUA e Rússia, a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos divulgou ontem (13) balanço atualizado do número de mortos no conflito, iniciado em março de 2011. Até esta segunda (12), 301.781 pessoas morreram em meio à guerra civil síria, incluindo 86.692 civis -destes, 15.099 eram menores de idade. A ONG, baseada no Reino Unido, estima que o total de mortes pode chegar a 430 mil.

Entre as vítimas fatais estavam 52.359 combatentes rebeldes e 52.031 jihadistas estrangeiros. As forças do regime do ditador Bashar al Assad perderam 107.054 homens. Segundo o observatório, 3.645 pessoas não foram identificadas.

A trégua iniciada às 19h desta segunda-feira (13h em Brasília) se mantinha na maior parte do país nesta terça, enquanto caminhões de ajuda humanitária começavam a chegar às áreas mais atingidas, como a cidade de Aleppo.

De acordo com o Observatório Sírio, alguns bombardeios foram reportados nas primeiras horas do cessar-fogo ao norte de Hama e de Aleppo. Porém, foram casos isolados, segundo a ONG britânica, que não registrou nenhuma morte civil em conflito nas 15 horas que se seguiram ao início do cessar-fogo.

Acordo público

Também ontem, o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, afirmou à repórteres em Moscou que deseja tornar público o texto do acordo com os EUA que permitiu o cessar-fogo, depois de uma rodada de negociações em Genebra na semana passada.

Segundo Lavrov, Washington é contra a medida. O russo disse que Moscou “não tem nada a esconder” e quer que o Conselho de Segurança da ONU formalmente aprove o acordo do cessar-fogo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*