Diadema, Minha Cidade, Sua região

Centro de Convivência Municipal do Idoso de Diadema recebe representantes de associação japonesa

CCMI de Diadema recebe representantes de associação japonesa
Durante a visita ao CCMI de Diadema, para recepcionar os visitantes, os frequentadores do centro de convivência e de origem nipônica, fizeram uma apresentação de karaokê, dança oriental e tênis de mesa. Foto: Divulgação/Alana Calixto

Pensar no envelhecimento saudável e em serviços direcionados às pessoas idosas na área da saúde e da assistência social é o objetivo dos pesquisadores Kikuchi San, diretor de um centro dia para idosos no Japão, e de Rosa Chubaci, coordenadora do curso de bacharelado em Gerontologia da USP.

Na tarde desta quarta-feira (21), os pesquisadores e também representantes da Japan International Cooperation Agency (JICA) , órgão do governo Japonês responsável por projetos de Assistência Oficial para o Desenvolvimento (ODA), visitaram Diadema para expor  projeto direcionado a idosos. Inicialmente, o professor está visitando alguns serviços no Estado de São Paulo. Diadema foi uma das cidades escolhidas por ter um Centro de Convivência Municipal do Idoso (CCMI) que trabalha música, dança e outras atividades de origem japonesa.

Os representantes da JICA e Rosa Chubaci apresentaram o projeto para o prefeito em exercício, Márcio da Farmácia, e para a secretária de Assistência Social e Cidadania, Caroline Rocha. Os visitantes explicaram que a proposta é utilizar música no trabalho com os idosos.  De acordo com Márcio da Farmácia, o contato foi muito positivo porque possibilitou a troca de conhecimentos sobre o envelhecimento com qualidade. “Essa troca de ideias é importante para atendermos melhor a população de idosos da cidade”, afirmou o prefeito em exercício.

Durante a visita ao CCMI de Diadema, para recepcionar os visitantes, os frequentadores do centro de convivência e de origem nipônica, fizeram uma apresentação de karaokê, dança oriental e tênis de mesa.

“É sempre muito importante ouvirmos a aprendermos com experiências exitosas. A população japonesa é um dos maiores símbolos do envelhecimento saudável. Temos certeza que estamos no caminho correto para conseguir realizar atividades mais efetivas para a população idosa do município”, explicou Caroline.

 

CCMI

O CCMI oferece atividades de artesanato como pintura em tela e em tecidos, origami, petit aplique, atividades físicas como ginásticas, voleibol adaptado para a 3ª idade, tênis de mesa, ioga, danças, jogos de mesa como baralho, dominó e atividades assistenciais como a oficina de memória e o grupo de serviço de fortalecimento de vínculos. Também promove passeios, festas e participa de competições para trabalhar a convivência.

Hoje há aproximadamente 40.000 idosos no município de Diadema. Desses, mais de 400 são cadastrados no Centro de Convivência da Melhor Idade.

Serviço – CCMI,  Rua Paquetá, 23, Jd. Rosinha

Horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Tel. 4056-8484

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*