Copa do mundo, Esportes

CBF protesta na Fifa contra gol da Suíça

CBF protesta na Fifa contra gol da Suíça
Coutinho, Miranda e Neymar reclamam com árbitro sobre irregularidade no gol da Suíça. Foto: Eduardo Knapp/Folharess

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) enviou ontem (18) documento ao presidente da Fifa, Gianni Infantino, no qual protesta contra o mexicano César Ramos, árbitro do empate entre Brasil e Suíça por 1 a 1, domingo, pela Copa do Mundo.

No documento assinado por Rogério Caboclo, chefe da delegação e presidente eleito da entidade, o Brasil quer ter acesso aos diálogos do árbitro de vídeo (VAR).

Para os integrantes da comissão técnica, o árbitro mexicano César Ramos errou ao não pedir o uso do VAR no lance do gol da Suíça, marcado por Steven Zuber aos cinco minutos do segundo tempo.

No entender do técnico Tite e do coordenador de seleções, Edu Gaspar, o zagueiro Miranda teria sido empurrado pelo suíço na jogada do gol.

Os jogadores brasileiros chegaram a reclamar antes mesmo do reinício do jogo, assim que o telão da arena em Rostov exibiu o replay do lance. O árbitro mexicano, porém, não deu ouvido a eles. A Fifa diz que o árbitro acertou, mas condenou o replay no telão.

Após o jogo, o quarto árbitro informou a Edu Gaspar que a decisão do mexicano foi correta.

Outra queixa brasileira diz respeito a uma jogada de ataque em que Gabriel Jesus pediu pênalti. O atacante caiu dentro da área depois de uma disputa com o zagueiro Akanji, mas a arbitragem também mandou o jogo seguir.

SEM EFEITO

A atitude da CBF serve apenas para pressionar a Fifa, e não há chances de o resultado da partida ser alterado.

Desde o Mundial da Argentina, em 1978, o Brasil não empatava numa estreia de Copa do Mundo. Além disso, em nenhuma das campanhas vitoriosas em Mundiais (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002) a seleção começou com empate.

Com um ponto, o Brasil está empatado com a Suíça no segundo lugar do Grupo E. A Sérvia é líder, com três, e a Costa Rica é a lanterna, sem pontuação.

Na sexta-feira, em jogo da segunda rodada, o Brasil enfrentará a Costa Rica, em São Petersburgo. No mesmo dia, a Sérvia vai encarar a Suíça em Kaliningrado.

 

Neymar fica na academia e não participa de treino em campo da seleção brasileira

Neymar não participou do treino no gramado ontem (18) em Sochi, base da seleção na Rússia. O craque fez atividades na fisioterapia e na academia, de acordo com a assessoria de imprensa da equipe brasileira.

Além do camisa 10, o volante Paulinho – que foi substituído durante o segundo tempo do empate diante da Suíça – e o zagueiro Thiago Silva também não treinaram no campo. Os demais jogadores se dividiram em dois grupos: um realizou atividade com bola em campo reduzido, enquanto o outro fez um treino físico.

No domingo, Neymar deixou a Arena Rostov mancando, com dores no tornozelo direito, após o empate diante da Suíça por 1 a 1, pela primeira rodada do Grupo E. Mesmo assim, o jogador não preocupa para o duelo contra a Costa Rica, marcado para sexta-feira.

“Da parte médica, Neymar estará 100% para o próximo jogo, não vai passar por tratamento específico. Não estamos preocupados”, disse Rodrigo Lasmar, médico da seleção, logo após o jogo.

Com nome de árbitro do jogo do Brasil, piloto sofre ataques nas redes sociais

Irritados com o lance do gol da Suíça na estreia da seleção brasileira na Copa, torcedores brasileiros foram para a rede social reclamar. Ao encontrarem um perfil Cesar Ramos, nome do árbitro da partida, se vingaram.

Deixaram mais de 500 mensagens de desagravo. O detalhe é que a conta não era do juiz mexicano, mas de um brasileiro, homônimo do árbitro, que disputa a Stock Car.

“Só fiquei surpreso de ver como as pessoas não dão a mínima conferida antes de xingar, mas estou transformando em algo positivo”, brincou o brasileiro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*