Esportes, Futebol

CBF estuda proteger a Chapecoense no Brasileiro

Arena Corinthians presta homenagem à Chapecoense. Foto: Rodrigo Gazzanel/Futura Press/FolhapressA Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda proteção à Chapecoense na disputa do Campeonato Brasileiro de 2017. A proposta será apresentada no conselho técnico do torneio, no início do ano.

A ideia, que tem o apoio dos principais clubes da primeira divisão, é incluir um artigo que garanta a manutenção da equipe na Série A independentemente da colocação no campeonato.
Para não prejudicar as equipes da Série B, caso o time termine na zona de rebaixamento, uma das hipóteses seria realizar o Brasileiro de 2018 com 21 times. O Estatuto do Torcedor, porém, proíbe mudanças em regras de competições a menos de dois anos da sua realização.

Ontem (29), 11 clubes emitiram nota conjunta de solidariedade ao time de Chapecó. Nela, os dirigentes se comprometem a ajudar com empréstimo gratuito de atletas e solicita à CBF que a equipe catarinense fique imune ao rebaixamento nas próximas três temporadas.

O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), Alejandro Dominguez, desembarcou ontem em Medellín, local em que a Chapecoense enfrentaria o Atlético Nacional hoje. O jogo foi suspenso.

Dominguez disse que o futuro do torneio seria decidido em reunião do conselho da entidade. Em comunicado, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, lamentou a tragédia.
“É um dia muito, muito triste para o futebol. Lamentamos muito sobre o acidente aéreo na Colômbia”, comentou o dirigente.

Rodada adiada

A CBF suspendeu a última rodada do Brasileiro, que seria realizada no domingo (4). Os jogos foram remarcados para o próximo dia 11.

Na última rodada, a Chapecoense enfrentaria o Atlético-MG na Arena Condá. Ainda não foi definido se esse jogo será realizado.

A CBF, que decretou luto de sete dias, também remarcou o segundo jogo da decisão da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético-MG, que seria realizado ho­je. A partida ficou para dia 7.

Título

O Atlético Nacional, com quem a Chapecoense disputaria hoje (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, solicitou que o time catarinense seja declarado campeão da competição.

De acordo com anúncio feito pelo Atlético Nacional ontem, o pedido foi encaminhado à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Pela manhã, o clube já havia lamentado o acidente de avião que transportava a equipe da Chapecoense.

Se o pedido for acatado, o Chapecoense será campeão da Sul-Americana pela primeira vez em sua história.

Devido ao acidente, a CBF suspendeu ontem a última rodada do Campeonato Brasileiro, que seria realizada no domingo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*