Brasileirão, Esportes, Futebol

Cássio admite que perder o título do Brasileirão seria ‘frustrante’

Ao fim do primeiro turno, a pergunta sobre se o Corinthians passaria o Brasileirão inteiro sem perder era levada a sério pelos jogadores. Quatro jogos depois, o time tem três derrotas.

A equipe que construiu uma campanha histórica na metade inicial da competição parece não existir mais. Porém, mesmo após seguidos fracassos, os atletas procuram manter a tranquilidade.

“Não é porque essas derrotas aconteceram que vamos achar que somos o pior time. Quando estávamos ganhando, não nos iludimos. Na derrota, também não será assim”, disse Cássio.

“Antes, com as vitórias, pensávamos sempre jogo a jogo. Na derrota, tem de ser igual. Perdemos? Sim, ficamos chateados, mas passou, vira o disco”, acrescentou.
Virar o disco é mesmo necessário para um time que tem apresentado problemas. O ataque, que tinha seus momentos ruins, atingiu a produção mínima, com um gol, sem querer, em quatro jogos. A antes sólida defesa tem sido exposta com frequência.

Exceção feita ao goleiro Cássio e ao centroavante Jô, houve queda geral no rendimento individual. A ausência do machucado lateral Guilherme Arana tem provocado efeito negativo profundo.

É nítido que o Corinthians perdeu o embalo depois de estabelecer o melhor turno da história do Brasileiro. O técnico Fábio Carille e os jogadores, porém, não julgam necessário mudar o sistema de jogo neste momento.

“Acho que não. (Os rivais) Podem até saber como jogamos, mas os atletas têm qualidade, são eles que fazem o sistema melhorar. Temos de acreditar no nosso trabalho e ter tranquilidade para voltar a ganhar”, disse Cássio.

Mesmo em seu pior momento no nacional, o Co­rin­thians ainda tem sete pontos de vantagem sobre o vice-líder Grêmio. “Nunca falamos em obrigação de título, mas é lógico que, se não ganhar, a frustração será grande”, disse Cássio.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*