Minha Cidade, Regional, Sua região

Casos de homicídio aumentam 22% no ABC no primeiro semestre

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), o número de homicídios dolosos (quando há intenção de matar) no ABC aumentou 21,65% na comparação dos seis primeiros meses de 2017 com o mesmo período do ano passado. Foram 118 casos de janeiro a julho de 2017 contra 97 no primeiro semestre de 2016.

Entre as cidades, o aumento mais expressivo foi em Mauá, que passou de 17 para 28 casos, alta de 65%. Em seguida aparece Diadema, com avanço de 42% nos crimes, passando de 19 em 2016 para 27 neste ano. São Caetano e Ribeirão Pires registraram queda no total, de 33% e 62,5%, respectivamente (veja todos os dados na tabela).

Entre os crimes contra o patrimônio, roubos e furtos em geral (carteiras, celulares, bolsas, entre outros) e furtos e roubos de veículo, houve queda de 5,38%, passando de 43.582 casos no ano passado para 41.238 em 2017. Os dados que reúnem apenas roubos e furtos de veículos indicam queda de 6,89%: foram 12.221 crimes no ano passado e 11.379 este ano.

grafico-homicidios

Estado

O Estado de São Paulo reduziu no mês de julho os homicídios, os latrocínios, os roubos e os furtos em geral e de veículos. No mês, houve recorde de prisões e aumento de 244% no total de drogas apreendidas. A comparação foi feita pela SSP considerando apenas os dados de julho de 2017, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os casos de homicídio doloso caíram 7,24% no período, passando de 290 para 269 ocorrências, na comparação com julho do ano passado. Já o número de vítimas passou de 301 para 283, um recuo de 5,98%, com 18 a menos. Mais baixa da série histórica, iniciada em 2001, a taxa desse crime foi de 7,86 casos e 8,35 vítimas a cada 100 mil habitantes no período de agosto de 2016 a julho de 2017.

Roubos e furtos

Chegou a 6,15% a segunda queda consecutiva – e a quarta no ano – dos roubos em geral em todo o Estado. O total de ocorrências caiu de 25.932 para 24.338, com 1.594 a menos. É a queda mais expressiva do indicador em 2017, cujo total é o menor desde julho de 2013. Já os furtos em geral registraram um recuo de 1,70% em julho. Com 708 boletins de ocorrência dessa natureza a menos, os números saíram de 41.691 e chegaram ao total de 40.983, o menor número desde 2002.

Assim como em todos os outros meses deste ano, julho teve queda nos roubos de veículo. Agora, a redução foi de 13,69%, ou 840 casos. O total de casos passou de 6.137 para 5.297, o menor número do indicador no período desde 2008.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*