Uncategorized

Casa de Cultura e Cidadania busca novos parceiros

Mais de 42 mil crianças e jovens foram atendidos pela Casa . Foto: Divulgação

A Casa de Cultura e Cidadania, no Jardim Guacuri, bem próximo à de Diadema, pode ter que encerrar as atividades. Há cerca de 30 anos, o espaço oferece atividades no contraturno escolar para crianças e adolescentes, além de oficinas diversas para a comunidade do entorno. O espaço, que era patrocinado pela AES Eletropaulo e administrado pelo Instituto Agires, deixa de receber a verba anual repassada pela empresa este ano.

Segundo pais de alunos, a AES Eletropaulo comunicou há menos de um mês que não iria mais patrocinar o projeto, e que caberia ao Instituto providenciar novos parceiros. “Todos os funcionários já estão de aviso prévio”, relatou o químico Davyd Robert de Almeida, pai de um aluno e ex-aluno do espaço. “Nos últimos dez anos contamos com esse patrocínio e agora todo o trabalho pode se perder”, lamentou.

A coordenadora da Casa de Cultura, Larissa Caroline Barbosa, explicou que ainda não há informações sobre a continuidade das atividades. O encerramento dos trabalhos do ano ocorreu no último sábado (10). “Fizemos um espetáculo sobre tudo o que foi trabalhado. Oficialmente, foi a última atividade”, afirmou. “O que nós sabemos é que a AES Eletropaulo abriu um instituto para cuidar de ações sociais como essa. Porém, aqui, além das 360 crianças e adolescentes regularmente matriculadas, também realizamos atendimentos para toda a comunidade. É um número muito grande de pessoas que perdem os serviços”, completou.

A estudante Yasmin Honorato Izidoro, de 15 anos, frequenta a Casa de Cultura há seis anos. Lá, fez aulas de fotografia e de teatro, que se tornou sua grande paixão, entre outras atividades. “O teatro pretendo levar para toda a minha vida. A Casa me ensinou a ser multifuncional, me fez crescer como ser humano, enxergar a desigualdade e entender que posso agir para reverter isso”, declarou. “Se ela for fechada, muitos jovens vão perder a oportunidade de passar por isso e muitas crianças de periferia vão ficar sem um lugar para ficar quando não estão na escola.”

Projeto

Questionada sobre o fim do patrocínio, a AES Eletropaulo informou que se solidariza com alunos e familiares que são atendidos pela Casa de Cultura e Cidadania. “Sempre acreditamos no projeto do Instituto Agires. Tanto que desde 2008, a AES Brasil destinou cerca de R$ 108 milhões para as Casas de Cultura e Cidadania. A gestão da Casa sempre foi e é do Instituto Agires, cabendo a ele decidir por sua continuidade. A AES nunca exigiu exclusividade de patrocínio.”.

A empresa destaca que não está deixando de investir no desenvolvimento social. “O vínculo com a população local, iniciado na Casa de Cultura e Cidadania, está evoluindo. A partir de 2017, a atuação voluntária da AES Brasil passa a ser gerida pelo Instituto AES, que tem como objetivo impulsionar a inovação social na vida de pessoas e comunidades. O grupo já está com projeto em avaliação no Ministério da Cultura, para ser viabilizado. Também espera a entrada das novas gestões municipais, para firmar parcerias com as Secretarias de Educação. As iniciativas contemplarão desde atividades focadas na mudança cultural relativa ao uso de energia até programas de geração de renda para famílias da região”.

O Instituto Agires informou que o projeto Casa de Cultura e Cidadania, desde 2008, é viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura e realizado pelo Instituto Agires. “Durante esses anos, foi patrocinado pela AES Brasil a quem agradecemos por possibilitar que tantas crianças e jovens tivessem suas vidas transformadas. Agora, precisamos de novos parceiros”, informou, por meio de nota. O Instituto cita que durante o período em que geriu o projeto foram realizadas 1.450 apresentações artísticas; 450 apresentações de espetáculos contratados e em parceria; e 42 mil crianças e adolescentes foram atendidos nos cursos de arte educação e esporte.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*