Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Cartão Legal é vendido dentro de ônibus em São Bernardo

Promotores oferecem o cartão a usuários que usam dinheiro para o pagamento da tarifa. Foto:  Bessa/PMSBC

Começou a funcionar nesta semana, em caráter experimental, o Cartão Legal Móvel, uma nova modalidade de venda do bilhete eletrônico, que ocorre dentro dos ônibus municipais de São Bernardo. Durante o período de circulação dos coletivos na cidade, dois promotores oferecem o Cartão Legal para os passageiros que ainda usam dinheiro para o pagamento das tarifas. O sistema está em operação em duas linhas municipais, a 02 (Taboão/Irajá) e a 08 (Selecta/Santo Inácio). Com equipamentos móveis específicos, é possível realizar na hora o cadastro e a emissão do cartão.

O objetivo da iniciativa é agilizar o atendimento para os usuários do transporte público municipal. O sistema móvel é oferecido gratuitamente apenas para o cartão cidadão, uma das nove modalidades do bilhete eletrônico. As outras são o Vale-transporte Empresarial, Escolar, Social, Sênior, Especial, Especial Acompanhante e Criança Cidadã que, abastecidos com crédito, são usados por meio eletrônico dentro dos coletivos municipais. O processo, além de prático, é seguro, pois evita que os passageiros se locomovam com dinheiro.

Herica Maria Duarte e Victor Rebelo, monitores do Cartão Legal, disseram que a receptividade está sendo positiva. “Em uma das viagens, que dura cerca de três horas, emitimos 30 cartões”, disse Victor. De acordo com eles, o cadastro e a confecção do cartão levam cerca de três minutos. “O passageiro não perde tempo. O sistema facilita a vida de quem não pode ir até um dos postos do Cartão Legal”, completou.

O serviço de bilhetagem eletrônica é resultado de parceria entre a prefeitura por meio da Empresa de Transporte Coletivo (ETC), o Cartão Legal, empresa especializada na implantação e gerenciamento, e a SBCTrans, que é a concessionária do transporte coletivo.

“Além da facilidade, o sistema oferece ainda ao usuário o benefício da integração. Com o cartão, o passageiro pode migrar de um ônibus para o outro, dentro de um mesmo percurso, pagando apenas uma tarifa, desde que seja dentro de um determinado período, que varia de 90 a 120 minutos”, explicou Rodney Freitas, diretor do Cartão legal. A expectativa é que até o fim do ano quatro equipamentos móveis sejam intercalados em todas as linhas municipais.

Sistema

Desde o início da implantação do sistema de bilhete eletrônico em São Bernardo, em 2009, foram emitidos 430 mil cartões para todas as categorias. Há postos fixos para emissão e recarga de créditos na loja do Cartão legal, na Rua Marechal Deodoro, 769; no Terminal Rodoviário João Setti e na Galeria Lauro Gomes, ambos no Centro; e no Terminal Teresa Suster, no Riacho Grande. Há ainda a opção de fazer a recarga pelo aplicativo RecargaAgora, que funciona nos sistemas operacionais Android e IOS. O crédito mínimo é de R$ 7,6.

Além destes, o sistema inaugurou em junho o modelo itinerante. Um ônibus envelopado da SBCtrans estaciona em vários pontos da cidade para levar o serviço mais próximo do consumidor. Já foram feitos seis mil atendimentos dessa forma. Mais informações: www.cartaolegal.com.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*