Arte & Lazer, Música

Caminhando para a reta-final de “AMAR”, João Mar anuncia última fase do projeto

João Mar apresenta aos fãs “Meu Dengo”, canção responsável por apresentar a fase final de seu álbum “AMAR”. Foto: Divulgação/Gabriel Sill
João Mar apresenta aos fãs “Meu Dengo”, canção responsável por apresentar a fase final de seu álbum “AMAR”. Foto: Divulgação/Gabriel Sill

Após o lançamento de cinco hits que caíram no gosto do público, o cantor e compositor João Mar apresenta aos fãs “Meu Dengo”, canção responsável por apresentar a fase final de seu álbum “AMAR”, que se completa no próximo mês, com outras duas faixas inéditas.

Neste seu primeiro projeto com o selo Sony Music e segundo de sua carreira, João vem transitando por diversos ritmos e estilos, mostrando aos seus quase 400 mil ouvintes mensais nas plataformas de áudio a versatilidade e a leveza que o torna singular perante o cenário atual.

Dessa vez, em “Meu Dengo” o enredo traz o término de um relacionamento entre duas pessoas que se amaram muito, mas que decidem romper quando notam uma “desconexão” enquanto casal. Composta em parceira com o músico e amigo Lucão Teixeira, a faixa chegou em todas as plataformas de streaming nesta sexta-feira (26).

A ideia da letra é assinada por Lucão Teixeira, amigo de João Mar há mais de 10 anos, que conta sua visão da obra. Segundo o músico, a canção fala sobre libertação, afinal, para reencontrar o amor é preciso se libertar das amarras antigas. “Essa canção tem um apelo emocional muito grande para mim, pois foi escrita em forma de poesia para uma pessoa muito especial. Em um momento que eu precisava ouvir isso de alguém, eu fui lá e escrevi. A música remete exatamente ao fato de eu me permitir novamente essa sensação do amor”, explica.

A parceria entre João e Lucão se deu por completa quando João Mar acrescentou sua musicalidade no verso escrito pelo companheiro e, então, deu vida a “Meu Dengo”. Depois de pronta, logo perceberam que ela tornou-se cativante demais para ficar em segredo.

“Enquanto poesia já era emocionante ouvir alguém recitar, pois trazia consigo um recado muito sincero de uma pessoa (no caso, meu amigo Lucão), que escreveu em um momento de autoconhecimento. No entanto, eu acredito que o som e a interpretação trouxeram um toque especial, o que agregou ainda mais emoção às palavras. Muitas pessoas passam por isso e, talvez, precisem entender que para viver outro amor é necessário deixar ir tudo que ficou pra trás”, conta João.

Com batidas leves, mas intensas, João buscou retratar na vibração o “renascimento” dos de finais de relacionamento. Envolvido em uma harmonia sem igual, João Mar canta: “Me desarruma no teu tom / Vamos dançar, nesse groove bom / E deixa o novo vir / Entre linhas de poesias e saudade / Dengo, dengo / Eu fico com a liberdade de nós / A gente, se sabe, tão bem / Se encontra nas, lembranças mas já se foi / E deixa o novo vir”.

Os fãs que já tenham passado por uma experiência parecida, em que precisaram deixar uma situação no passado, com certeza irão se identificar com os efeitos sonoros implementados. Então preparem-se para curtir “Meu Dengo” no repeat!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*