Diadema, Política-ABC, Sua região

Câmara concede título de Cidadã Diademense à rainha nigeriana Ronke Ademiluyi-Ogunwusi

Josa Queiroz é autor do projeto que prevê a homenagem; rainha implementou importante projeto sociocultural e de empreendedorismo

Rainha Ronke promoverá oficina para mulheres de Diadema. Foto: Divulgação
Rainha Ronke promoverá oficina para mulheres de Diadema. Foto: Divulgação

A Câmara de Diadema concederá título de Cidadã Diamense à rainha Ronke Ademiluyi Ogunwusi, de Ife, Nigéria, em novembro. O projeto que prevê a ho­menagem é do vereador Josa Queiroz (PT). A concessão do título de “Cidadão” de um município é acompanhada de uma analise da história e da representação do home­nageado no munícipio.

“Quando a Câmara outor­ga um título de cidadania honorária, está equiparando o homenageado a uma pessoa nascida no município. Porémm nessa situação há um especial destaque no cenário sociocultural-administrativo, religioso da comunidade e internacional. Haja vista estarmos concedendo o título a rainha da Nigeria”, destaca a propositura.

A rainha, além de suas obrigações reais, é uma empreendedora pioneira, filantropa e entusiasta da moda. Se formou na Universidade de West London em Direito e fundou a Semana da Moda Africana de Londres (AFWL) em 2011, agora o maior evento de moda anual do Reino Unido que promove e nutre o talento do design africano.

A AFWL já apresentou mais de 2 mil designers e expositores da África para mais de 100.000 visitantes. A primeira edição da Africa Fa­shion Week no Brasil ocorreu em maio deste ano, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Em 2014, Ronke criou a Semana da Moda Africana da Nigéria (AFWN), para apoiar jovens designers africanos de todo o continente que não podem arcar com os custos de via­jar a Londres para se apresentar. Também produziu mais de 400 desfiles de moda, incluindo o “Africa on the Square”, organizado pelo Prefeito de Londres, em comemoração ao Mês da História Ne­gra em Londres. Em 2022, co-fundou a Semana da Moda Africana do Brasil, uma plataforma criada para promover a herança e cultura da África através da moda no Brasil.

CAPACITAÇÃO

Sua paixão por capacitar mulheres e jovens na África a levou a estabelecer Ife um hub de artesanato local, para geração de renda. Também é co-fundadora de uma plataforma que apoia os direitos de meninas e mulheres na Nigéria e financia a educação de meninas no país.

A rainha também é autora de dois livros: “The Authentic Story of the Legenda­ry Queen Moremi”, sobre liderança feminina usado como parte do currículo de história e literatura em escolas secundárias na Nigéria, e “Unspoken Oba Obinrin: Yoruba Woman Kings”, uma narrativa que educa os leitores sobre as habilidades de lide­rança de mulheres africanas que governaram como reis.

“O impacto da Rainha Ronke na indústria da moda e na sociedade em geral tem sido amplamente reconhecido. Suas conquistas incluem a produção do Fórum de Negócios de Moda da AFWL, a co-fundação dos Cursos de Moda Futura Online em parceria com a Henleys Business School no Reino Unido e a Parsons Design School em Nova York, e a criação do esquema de mentoria da AFWL para estudantes de moda negros no Reino Unido. Emprega mais de 100 modelos de passarela BAME (Negros, Asiáticos e Minorias Étnicas) e jovens criativos anualmente para trabalhar com ela, e recebeu inúmeros prêmios e reco­nhecimentos por seu trabalho”, ressalta o projeto.

OFICINA

Durante sua visita a Diadema em novembro, a rainha promoverá uma oficina de estamparias étnicas as mu­lheres negras do município. (Reportagem Local)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*