Economia, Notícias

Burger Factory busca inspiração em Nova York

 

Guilherme Miranda  e Sérgio de Bessa, durante o coquetel de inauguração do Burger Factory; ambiente projetado com base em observações durante visita ao Chelsea Market mistura madeira, ferro e lambe-lambes que decoram as paredes

O empresário José Miranda foi buscar nos Estados Unidos inspiração pa­ra sua nova empreitada no ramo gastronômico de Santo André. Inaugurada ontem (27), a Burger Factory junta-se a outras duas conceituadas casas que comanda, o Fonte Leone e o Boteco Maria, e promete repetir o mesmo sucesso.

Junta-se mesmo. A nova hamburgueria está localiza­da exatamente ao lado do Boteco Maria, na rua Pedre Manoel da Nóbrega, 236, Bairro Jardim. “O ramo de hamburguerias está bastante aquecido, mas o ABC perde muito público para a Capital, porque carecia de locais mais descolados, voltados aos jovens. Com o Burger Factory queremos fixar esse público aqui”, afirmou Sérgio de Bessa, que vai dividir a gestão do estabelecimento com Guilherme Miranda.

Dos badalados Fonte Leone e Boteco Maria, a Burger Factory herda a qualidade e o bom atendimento, mas Bessa e Miranda não se limitaram ao expertise adquirido nas duas casas. “Apesar de nossa experiência no ramo da gastronomia, precisávamos aprender sobre hambúrguer e, por isso, fizemos cursos tanto no Brasil quanto em Nova York, além de conhecer outras casas bem-sucedidas”, disse Bessa.

Produzidos com carnes nobres de bovinos da raça Angus, os hambúrgueres se diferenciam pelo blend elaborado juntamente com a equipe da JBS, o que resultou em cortes exclusivos.

“Queremos que nossos clientes sintam o gosto da carne, e não só dos molhos. Além disso, testamos seis ou sete blends de carnes nos últimos dois anos e chegamos a uma combinação sofisticada e saborosa”, disse.

Elaborado pelo chef francês Patricie Lelièvre, o menu diferenciado não impediu a Burger Factory de praticar preços similares aos de outras casas do segmento localizadas no ABC e na Capital. Segundo Bessa, os hambúrgueres partem de R$ 22 e as opções mais elaboradas não devem superar os R$ 35, com tíquete médio (incluindo bebidas) na casa de R$ 60.

Fotos: Ebery Laurindo

Decoração

O ambiente foi projetado pelo arquiteto Otávio Sanctis – o mesmo que concebeu o Boteco Maria – com base nas observações de Bessa e Miranda durante visita ao Chelsea Market, em Nova York. “Ficou um espaço fabril, retrô, underground e jovem”, descreveu Bessa.

Na Burger Factory, madeira e ferro predo­minam no ambiente e har­mo­nizam com a arte underground exi­bida em lambe-lambes que decoram as paredes. São dois andares, com capacidade total para 80 pessoas.

A Burger Factory funciona de terça a sexta-feira, a partir das 18h, e aos sábados e domingos, a partir das 12h.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*