Copa do mundo, Esportes

Brasil vence Sérvia e pega México nas oitavas

Brasil vence Sérvia e pega México nas oitavas
Jogadores comemoram com Thiago Silva o segundo gol brasileiro em Moscou. Foto: Pedro Martins/MoWA Press

Atualizada às 18h28

A seleção brasileira está nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. Em uma partida na qual só foi ameaçada no início do segundo tempo, a equipe derrotou a Sérvia por 2 a 0 nesta quarta-feira (27), em Moscou, em partida da terceira rodada do Grupo E. Paulinho e Thiago Silva, um em cada tempo, fizeram os gols brasileiros.

Com a vitória, o Brasil terminou como líder de sua chave com sete pontos e terá pela frente o México, segundo colocado do Grupo F, na segunda-feira (2), às 11h, em Samara. A Sérvia volta para casa.

Equipe que ameaçava a primeira posição brasileira, a Suíça empatou por 2 a 2 com a eliminada Costa Rica e terminou na segunda posição da chave, com cinco pontos. Seu próximo adversário será a Suécia, líder do Grupo F, na terça-feira, às 11h, em São Petersburgo.

No primeiro tempo em que as ações ofensivas da Sérvia se limitaram a cruzamentos estéreis à área de Alisson, o momento de maior tensão pa­ra o torcedor brasileiro ocorreu aos dez minutos, quando o lateral-esquerdo Marcelo deixou o campo mancando – Filipe Luís entrou em seu lugar.

No intervalo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou que o atleta do Real Madrid teve espasmo na coluna após tentativa de arrancada e havia sido medicado.

Aos poucos, a seleção brasileira começou a abrir espaços na defesa sérvia, graças à boa movimentação de Gabriel Jesus e Neymar.

Antes do gol de Paulinho, o Brasil havia chegado com perigo duas vezes: aos 24, após tabela entre Neymar e Jesus, que o camisa 10 concluiu para boa defesa de Stoj­kovic; e aos 28, com Jesus, que recebeu de Neymar, entrou na área e driblou o zagueiro, mas foi travado na hora do chute.

Aos 35, veio o gol brasileiro. Philippe Coutinho avançou pelo meio, levantou a cabeça e enfiou bola incrível para Paulinho, que fez aquilo que Tite queria: infiltrou-se pelo meio e, cara a cara com Stojkovic, apenas encobriu o goleiro para abrir o placar.

Foi o oitavo gol do volante durante a era Tite e o primeiro dele em Copas do Mundo.

Com a vantagem no placar e a combinação de resultados que deixava o Brasil na liderança, a seleção brasileira recuou, à espera de um contra-ataque para ampliar. A chance veio aos 11 minutos com Neymar, que exigiu boa defesa do goleiro sérvio em chute cruzado.

Porém, o que se viu nos 11 minutos seguintes foi um Brasil assustado, que perdeu o meio-campo e acabou encurralado pelo adversário.

Na melhor oportunidade, aos 15, Alisson rebateu mal ao cortar cruzamento da esquerda e mandou na cabeça de Mitrovic. Com o goleiro batido, o sérvio finalizou, mas carimbou a bola em Thiago Silva.

Percebendo que o adversário estava próximo do empate, Tite sacou Paulinho – substituí­do nos três jogos – e pôs Fernandinho, com o objetivo de reforçar a marcação. No minuto seguinte, o Brasil ampliou. Neymar cobrou escanteio no primeiro pau, Miranda se enroscou com Mitrovic e Thiago Silva aproveita para escorar de cabeça: 2 a 0.

O gol desanimou a seleção sérvia, enquanto o Brasil passou a cadenciar a partida e deixar o tempo passar. No final, com Renato Augusto no lugar de Philippe Coutinho, a seleção brasileira ainda teve uma chance com Neymar, que recebeu bola enfiada de Fernan­dinho e tentou encobrir Stoj­kovic, mas o goleiro pegou.

Freguês, México nunca venceu o Brasil em Copas

Adversário do Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, o México nunca venceu o Brasil na história da competição. Foram realizadas quatro partidas entre as duas seleções até hoje, com três vitórias brasileiras e um empate.

A freguesia começou em 1950, no Mundial realizado no Brasil. Na fase de grupos, a seleção brasileira goleou o México por 4 a 0. Ademir de Menezes (dois), Jair Rosa Pinto e Baltazar marcaram.

Quatro anos mais tarde, houve vitória por 5 a 0 em 1954, com gols de Baltazar, Didi, Pinga (dois) e Julinho Botelho. Em 1962, o Brasil venceu por 2 a 0, com gols de Pelé e Zagallo.

Fortaleza
O empate ocorreu justamente na última Copa, realizada no Brasil, em jogo que terminou 0 a 0, na segunda rodada da fase de grupos. Ochoa brilhou na partida realizada na Arena Castelão, em Fortaleza.
No geral, as duas equipes se enfrentaram em 40 oportunidades, também com do­mínio brasileiro. O Brasil ob­teve 23 vitórias, contra dez do México e sete empates.

O quinto embate entre mexicanos e brasileiros na história das Copas ocorre às 11hs (de Brasília) da segunda-feira, em Samara.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*