Copa do mundo, Esportes

Brasil faz 3 a 0 no Paraguai e se garante na Copa

Neymar comemora gol e outra boa atuação em Itaquera. Foto: Fábio Vieira/FotoRua/FolhapressA seleção brasileira bateu o Paraguai por 3 a 0 e, beneficiada pela vitória do Peru sobre o Uruguai por 2 a 1, tornou-se a primeira em todo o mundo a conquistar sua vaga via Eliminatórias, juntando-se ao país-sede, a Rússia, como os únicos dois confirmados no torneio até o momento.

Com 33 pontos e a quatro rodadas do fim das Eliminatórias Sul-americanas, o Brasil vai terminar dentro das quatro primeiras posições, que dão vaga direta ao Mundial.

A quinta colocada, a Argentina, tem 22 pontos e ainda pode ultrapassar a seleção brasileira. Para isso, porém, precisa vencer suas quatro últimas partidas. Como uma delas é contra o Uruguai, isso significa que o time celeste, atualmente com 23 pontos, chegaria no máximo a 32 e terminaria atrás do Brasil.

Desta forma, o Brasil se mantém como a única seleção a disputar todas as Copas na história. O Mundial da Rússia será a 21ª vez que a seleção brasileira jogará o torneio.

tabela-selecaoO jogo

Ontem, diante do Itaquerão lotado, Neymar comandou a vitória brasileira.
Impedido, Neymar deu cha­­péu no goleiro Silva no primeiro tempo para delírio dos torcedores.

Na fase final, aos 18 minutos, encantou o público ao arrancar antes do meio campo com a bola, driblar três adversários e fazer um golaço.

O ex-santista desperdiçou um pênalti, defendido pelo goleiro adversário, e teve outro gol anulado. Aplaudido pelos torcedores, Neymar ainda deixou o Itaquerão como o artilheiro da seleção nas Eliminatórias, com seis gols.

O atacante atuou três ve­zes no estádio do Corinthians e balançou as redes em todas as partidas. Antes, marcara na abertura da Copa do Mundo e nas Olimpíada.

Desde que Tite assumiu o comando do time canarinho, Neymar cresceu muito tanto taticamente quanto no aspecto disciplinar. Na era Tite, o atacante disputou sete jogos nas Eliminatórias. A seleção brasileira marcou 24 gols com o técnico no torneio. Com Neymar em campo, foram 22.

Com Dunga, o craque não marcou nas Eliminatórias.

Em São Paulo, o treinador chegou a nona vitória consecutiva no cargo e manteve o 100% de aproveitamento.

Companheiro do ex-santista desde as divisões de base da seleção, o carioca Philippe Coutinho armou boas jogadas e ainda fez o primeiro gol do time nacional, aos 34 minutos do primeiro tempo.

O terceiro gol foi de Marcelo, aos 40 minutos do se­gundo tempo, após bela triangulação. Com a vitória, o Brasil permanece isolado na liderança da competição. Matematicamente classificado, o time comandado por Tite so­ma agora 33 pontos.

Em junho, o Brasil voltará a jogar. Fará dois amistosos na Austrália: um com os donos da casa e o outro contra a arquirrival Argentina.

Em agosto, de volta às Eliminatórias, a seleção enfrenta o Equador, no Brasil. Em seguida, o time enfrenta a Colômbia, fora de casa.

Segunda renda

O jogo no Itaquerão foi a segunda melhor renda da seleção nas Eliminatórias. Com os 44.378 ingressos vendidos, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) arrecadou R$ 12,3 mi­lhões. Em novembro, a seleção faturou R$ 12,7 mi­lhões no jogo com a Argentina, no Mineirão.

O recorde no país foi registrado na final da Copa Libertadores de 2013, quando o Atlético-MG venceu o Olímpia. Na ocasião, o clube mineiro obteve R$ 14,1 milhões de renda.

tabela-eliminatorias-2

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*