Esportes, Futebol, Paulistão

Borja trabalha com bola pela 1ª vez no Palmeiras

A contratação mais esperada pelos palmeirenses começa a se apresentar a Eduardo Baptista. Depois de custar mais de R$ 35 milhões aos cofres da Crefisa, principal patrocinadora do alviverde, Borja trabalhou ontem (14) pela primeira vez com bola na nova equipe.

O colombiano participou de atividade na qual o treinador separou os atletas por posição e realizou o treino ao lado de Lucas Barrios e Alecsandro. Willian, o outro centroavante do elenco, permaneceu na ponta-direita, junto a Róger Guedes e Erik.

Borja trabalhou como atacante centralizado e se revezou na função com outros atletas
Borja trabalhou como atacante centralizado e se revezou na função com outros atletas

Apenas no quarto dia de Palmeiras, Borja já recebeu elogios dos novos companheiros. Jean aproveitou a entrevista de ontem, na Academia de Futebol, para apontar as virtudes do novo centroavante palestrino.

“O que a gente pode ver dele, pessoalmente, é que tem bastante força, grande potência no chute e é um cara bem inteligente também, pelo pouco que percebi no posicionamento”, analisou.

O trabalho tático de estreia de Borja consistia em ensaiar o desenvolvimento do jogo da equipe. A comissão técnica enterrou obstáculos no gramado a fim de simular o posicionamento dos adversários. A partir de então, o time saia jogando do campo de defesa e levava a bola até o centroavante.

Na atividade, Eduardo Baptista novamente improvisou Thiago Martins na lateral-direita. Sem o lesionado Fabiano, que pode desfalcar o Palmeiras por até seis semanas, o treinador conta apenas com Jean como atleta de ofício para a posição nas próximas semanas.

A escolha de Thiago Martins foi elogiada por Jean, agora definitivamente o titular da lateral-direita palmeirense até, no mínimo, a estreia na Copa Libertadores, marcada para o dia 8 de março, contra quem avançar do duelo entre Atlético Tucumán-ARG x Júnior Barranquilla-COL.
“Thiago Martins tem a capacidade física e técnica para atuar ali e uma batida boa na bola. Tem qualidade para fazer essa função. O Eduardo, inteligente como é, percebeu e o deslocou não só para os trabalhos, mas sabendo que, se tiver uma oportunidade, poderá contar com ele”, afirmou Jean.

 

Wesley

Wesley deixou o Palmeiras, mas ainda representa risco de prejuízo – na Justiça, o empresário Antenor Angeloni cobra do alviverde valor que ultrapassa os R$ 21 milhões. Na última semana, o clube cedeu em garantia na ação os direitos econômicos do volante Felipe Melo, contratado pa­ra esta temporada.
A garantia não significa que o Palmeiras está cedendo o jogador. Angeloni só terá os direitos econômicos caso seja vitorioso na ação, que ainda não foi julgada.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*