Diadema, Minha Cidade, Sua região

Borboletário de Diadema leva projeto ‘Natureza Viva’ às escolas

Borboletário de Diadema leva projeto ‘Natureza Viva’ às escolas
Educadores ambientais visitaram ontem a Escola Municipal Zilda Gomes, em Piraporinha. Foto: Marcos Luiz/PMD

Para promover o contato da criança com a natureza, uma vez que muitas delas não conhecem a importância de insetos e animais, a Secretaria de Meio Ambiente de Diadema lançou o Projeto “Borboletário vai à Escola – Natureza Viva”, em parceria com a pasta de Educação. Cerca de 700 alunos, vinculados ao Programa Cidade na Escola, já receberam a visita dos educadores ambientais da prefeitura. Nesta quarta-feira (18) foi a vez da Escola Municipal Zilda Gomes, em Piraporinha, receber os técnicos. Nos próximos meses o projeto será estendido aos demais estudantes da rede.

Com linguagem adequada às crianças, o Projeto Natureza Viva apresenta a experiência e o conhecimento do Jardim Botânico e Borboletário para alunos e professores do Cidade na Escola. Para cumprir esse objetivo, os educadores ambientais levam às escolas municipais alguns animais vivos e outros conservados em vidros, como sapos, cobras e lagartixas.

Também exibem vídeos educativos para explicar aos estudantes sobre as atrações do Jardim Botânico de Diadema, como trilhas, borboletário, estufa, casa animália (construção ecológica feita com material reciclado e telhado verde).

A palestra é animada com fantoches de pessoas e animais, canções infantis como a do “Sapo Cururu”, que servem para discutir assuntos como a importância dos seres vivos, combate e prevenção à dengue e febre amarela, dentre outros temas atuais.

Segundo a secretária Municipal de Meio Ambiente, Tatiana Capel, a parceria com a Secretaria de Educação foi ampliada este ano.

“Anteriormente eram os alunos que visitavam o Borboletário. Agora, é nossa equipe que está indo às escolas. Estamos investindo para que essa nova dinâmica possa contribuir, ainda mais, para a educação ambiental das nossas crianças”, disse. “Quando o público-alvo é infantil, trata-se de uma ação de semeadura, na qual a cidade investe agora e começar a colher já num futuro próximo. O resultado é bem positivo, pois cria uma nova geração de cidadãos com mais conscientização ambiental”, explicou.

Para conhecer o Borboletário o interessado deve agendar pelo telefone 4059-7619 ou e-mail educ.ambiental@diadema.sp.gov.br . Saiba mais, acessando o hotsite www.diadema.sp.gov.br/borboletário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*