Economia, Notícias

Bolsonaro pede queda de juros no BB, mas governo nega intervenção em bancos estatais

Bolsonaro pede queda de juros no BB, mas governo nega intervenção em bancos estatais
Bolsonaro anunciou R$ 1 bilhão para o seguro rural. Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro pediu ontem (29) ao presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, para que reduza os juros dos financiamentos aos produtores rurais. Bolsonato fez o apelo ao anunciar R$ 1 bilhão em recursos para o seguro rural, durante evento do setor, em Ribeirão Preto (SP).

“Apenas apelo, Rubem (No­vaes), me permite fazer uma brincadeira aqui. Apenas apelo para seu coração, para seu patriotismo, tendo em vista você parecer ser um cristão de verdade, para que esses juros, caiam um pouquinho mais. Tenho certeza de que nossas orações tocarão seu co­ração”, disse Bolsonaro, qu­e foi aplaudido pela plateia.

Os papéis do BB chegaram a operar em queda na Bolsa após a declaração, mas fecharam com leve alta de 0,04%. À noite, o porta-voz da República, Otávio Rêgo Barros, disse que o pre­sidente “não quer” e “não vai intervir” em qualquer aspecto relacionado à política de juros de bancos estatais.

“Obviamente que o presidente não quer e não intervirá em aspectos relacionados a juros nos bancos que estão, em tese, sob o guarda-chuva do governo”, respondeu Barros.

“A imprensa está perdendo o senso de humor. Revejam o tom da fala de Bolsonaro”, disse o presidente do Banco do Brasil à reportagem. Segundo Novaes, nos empréstimos com taxas livres, a instituição cobra os menores juros do mercado. Nas linhas com taxas subsidiadas pelo Tesouro Nacional, o custo é o mesmo entre os bancos.

No mesmo evento, a mi­nis­tra da Agricultura, Tere­za Cristina, anunciou que o go­ver­no vai colocar à disposição adicional de R$ 500 milhões para a linha de financiamento de máquinas agrícolas do programa Moderfrota.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*