Brasil, Editorias, Notícias

Bolsonaro insiste em postura contra isolamento e divulga protesto contra Ibaneis

O presidente da República, Jair Bolsonaro, divulgou o vídeo de uma manifestação em frente à residência do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), neste domingo (28), contra as novas medidas de isolamento decretadas na capital federal. Além disso, Bolsonaro publicou uma lista no Facebook com repasses federais feitos a Estados e municípios após ter criticado governadores nos últimos dias.

Pressionado pelo avanço da covid-19 e pela falta de vacinas para imunizar a população, o chefe do Planalto tem desafiado governadores que decretaram medidas de isolamento a assumir os custos de um novo auxílio emergencial a trabalhadores informais e desempregados, medida preparada pelo próprio Executivo federal em negociação com o Congresso.

Na manhã deste domingo, um grupo de manifestantes se reuniu em frente à casa do governador do Distrito Federal para protestar contra o fechamento de atividades não essenciais, decretado para os próximos 15 dias.

“Queremos trabalhar”, dizem os manifestantes no vídeo publicado por Bolsonaro em sua conta no Facebook.

Contra o isolamento desde o início da pandemia

Desde o início da pandemia, o presidente da República é contra medidas de isolamento orientadas por autoridades sanitárias e pelo próprio Ministério da Saúde.

Em seguida, o presidente compartilhou uma lista com repasses feitos a Estados e municípios no ano passado. Os valores têm servido como argumento para afirmar que o governo federal fez o possível para atender governos estaduais e municipais que enfrentam uma nova onda da pandemia.

Nas transferências citadas por Bolsonaro, porém, foram incluídas aquelas obrigatórias e carimbadas, que Estados e municípios não podem remanejar, e a suspensão de dívidas, que terão de ser pagas no futuro.

98% de ocupação

Na sexta-feira, 26, ao anunciar o decreto de fechamento no Distrito Federal, Ibaneis justificou que a taxa de ocupação de leitos em hospitais ultrapassava 98%. “Não fico feliz com a decisão, sei que vai impactar na vida de milhares de pessoas, mas é necessário frente a gravidade da situação”, afirmou em uma publicação no Twitter.

O governador citou que cancelou a ida a um casamento no sábado para o qual foi convidado. “Especialmente neste momento em que as UTIs estão lotadas, peço a todos que evitem aglomerações e sigam o protocolo de segurança para que todos possamos conter o avanço do vírus.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*