Editorias, Mundo, Notícias

Bernard Cazeneuve se torna novo primeiro-ministro da França

O presidente da França, François Hollande, escolheu seu ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, para comandar o governo socialista a partir até um novo mandatário ser eleito em maio de 2017. A mudança foi provocada pela renúncia do até então premiê, Manuel Valls, que anunciou na segunda-feira que irá tentar concorrer à Presidência no ano que vem. Na semana passada, o próprio Hollande comunicou que não iria tentar a reeleição. “O presidente da República nomeou Bernard Cazeneuve primeiro-ministro e o encarregou de formar um novo governo”, diz nota oficial da presidência.

Ex-ministro da Europa e do Orçamento e advogado de formação, Cazeneuve, 53, foi apelidado de ‘o cardeal’ por sua própria equipe e por detratores em função de sua postura contida e às vezes fria. Ministro do Interior desde 2014, coordenou a segurança do país durante uma série de atentados que deixaram mais de 230 mortos nos últimos dois anos.

Cazeneuve será essencialmente um premiê interino até a eleição. Até agora as pesquisas vêm indicando que a esquerda será derrotada na eleição presidencial do ano que vem após cinco anos no poder. Os institutos de pesquisa preveem há meses que a batalha pela presidência será um duelo entre o candidato conservador François Fillon e Marine Le Pen, líder do partido de extrema-direita Frente Nacional.

A votação francesa acontece em dois turnos realizados em abril e maio. Valls terá primeiro que conquistar a indicação de seu partido vencendo a primária de janeiro, na qual enfrentará disputa dura com esquerdistas mais tradicionais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*