Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Banco de Alimentos de São Bernardo passará por reforma e ganhará cozinha experimental

Entrega das obras está prevista para junho de 2021. Foto: Gabriel Inamine/PMSBC
Entrega das obras está prevista para junho de 2021. Foto: Gabriel Inamine/PMSBC

O Banco de Alimentos de São Bernardo será ampliado. O espaço passará por reforma estrutural e implementação de cozinha experimental em 2021. O início das obras está previsto para o primeiro trimestre do ano que vem, com previsão de entrega para junho do mesmo ano.

No projeto de reforma física do Banco de Alimentos está prevista a troca de piso e da rede de esgoto, bem como a cons­trução da cozinha experimental. Também será adquirido um caminhão frigorífico de porte médio. No total, serão investidos R$ 500 mil, provenientes do governo federal, por meio de chamamento público feito pelo Ministério da Cidadania para a realização de melhorias no Banco de Alimentos.

“O Banco de Alimentos está inserido em nossa política municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, que tem o objetivo de garantir o acesso regular e permanente de alimentos de qualidade às milhares de famílias em alta vulnerabilidade social em nossa cidade. O espaço necessitava de reformas e, com a implementação da cozinha experimental, essas famílias terão acesso a formas de preparar alimentos sem desperdício”, afirmou o prefeito Orlando Morando.

O secretário de Assistência Social, Carlos Romero, enfatizou a importância da aquisição do caminhão refrigerado. “A compra deste veículo irá incrementar a doação de alimentos perecíveis, como carnes bovinas, suínas e de aves, bem como a de laticínios. Temos câmaras frigoríficas no Banco de Alimentos, não podemos aceitar este tipo de doação, pois não temos como transportar as carnes e os laticínios de forma segura e estaríamos violando as determinações da Vigilância Sanitária”, explicou.

A política municipal de Segurança Alimentar e Nutricional também está ali­nhada com a inauguração das unidades do Bom Prato, no Centro, e a unidade avançada do Bom Prato, no bairro Assunção. A partir de 2021 serão iniciados os estudos para a ampliação do programa municipal de Agricultura Urbana. O objetivo é utilizar áreas abandonadas para o cultivo de alimentos sem agrotóxico e para geração de renda para famílias em situação de alta vulnerabilidade social e insegurança alimentar.

A COZINHA

A cozinha experimental deverá entrar em operação no segundo semestre de 2021. O público-alvo para esses cursos são famílias referenciadas no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social). Nesses cursos, serão ensinados o preparo de alimentos saborosos e nutritivos a baixo custo, sem desperdícios, e respeitando as diferenças das estações.
Sessenta e oito mil famílias são beneficiadas com as doações do Banco de Alimentos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*