Copa do Brasil, Esportes

Bahia surpreende e vence São Paulo no Morumbi

Bahia surpreende e vence São Paulo no Morumbi
Pato foi o jogador mais perigoso do São Paulo, mas não impediu a vitória do Bahia no Morumbi. Foto: Rubens Chiri/SPFC

O São Paulo tropeçou mais uma vez no Morumbi. Na despedida do estádio, que fica­rá à disposição da Confedera­ção Sul-Americana de Futebol (Con­mebol) para a disputa da Co­pa América, o Bahia surpre­endeu em contra-ataque e ven­ceu ontem (22) por 1 a 0 pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. A decisão da vaga ocorre na pró­xima quarta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador, e os baianos jogam pelo empate.

Ontem, o São Paulo entrou em campo com cinco mudanças em relação ao jogo de domingo, contra o próprio Bahia. Além dos lesionados Liziero e Hernanes, foram poupados Hudson (sequer relacionado), Reinaldo e Antony por conta da sequência de cinco partidas em apenas 15 dias. Antes do duelo, o técnico Cuca lamentou os desfalques, mas afirmou que apostaria em uma equipe descansada para superar o Bahia. Não foi isso que aconteceu.

A equipe paulista voltou a ter muitas dificuldades para le­var perigo ao rival. Nos minutos iniciais, o São Paulo até esboçou uma pressão que resultou em boa defesa de Douglas. Com o passar do tempo, porém, o Bahia conseguiu neutralizar as chegadas adversárias.

Se, por um lado, o São Paulo pouco assustou, por outro também não foi ameaçado. O Bahia não conseguia encaixar contra-ataques, nem ficava com a bola. O goleiro Tiago Volpi praticamente só assistiu à partida na etapa inicial, sem precisar se esforçar.

FILME REPETIDO

No segundo tempo, o ce­nário se repetiu: o São Paulo continuava com muito mais posse de bola, mas abusava dos cruzamentos. O problema é que o Tricolor não tinha um centroavante dentro da área, já que Alexandre Pato recuava para ajudar na criação.

Pato, aliás, era quem mais conseguia clarear as jogadas. Deu chapéu, passe de letra e fez o pivô. Em um lance, recebeu na entrada da área e mandou uma bomba que passou bem perto do gol de Douglas.

Os técnicos até tentaram mudar o panorama da partida: Antony entrou no São Paulo, e Rogério, no Bahia. Quem vibrou com a substituição que fez foi Roger Machado, que viu Rogério sair em contra-ataque, dividir com a zaga são-paulina e a bola sobrar limpa para Élber marcar aos 27 minutos.

O São Paulo pressionou em busca do empate na parte final da partida. Porém, a trave e o goleiro Douglas pararam Pato e garantiram a vitória do Bahia.

Antes do duelo da volta, na Arena Fonte Nova, o São Paulo terá outro desafio complicado pela frente. No domingo, às 19h, fará o clássico com o Co­rinthians, em Itaquera, pela sexta rodada do Brasileirão. O Bahia, por sua vez, recebe o Fluminense no mesmo dia e horário, em Salvador.

 

SÃO PAULO 0 X 1 BAHIA

Gol: Élber, aos 27 minutos do segundo tempo. Ár­bi­tro: Bruno Arleu de Araujo (RJ). Renda: R$ 655.771 (19.508 pagantes). Estádio: do Morumbi, ontem à noite.

SÃO PAULO
Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Walce e Léo; Luan (Vitor Bueno), Tchê Tchê e Igor Gomes (Nenê); Everton (Antony), Toró e Pato. Técnico: Cuca.

BAHIA
Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Elton e Douglas Augusto (Flávio); Artur, Élber (Clayton) e Fernandão (Rogério). Técnico: Roger Machado.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*