Política-ABC, São Caetano do Sul, Sua região

Auricchio contingencia 21% da peça orçamentária de 2017

“É um contingenciamento mui­to drástico, porque a situação e absolutamente grave”, enfatizou Auricchio. Foto: Eberly LaurindoEm nova ação de ajuste financeiro, o governo do prefeito de São Caetano, José Auricchio Junior (PSDB), decidiu reduzir em 21% a movimentação e empenho de recursos previstos no Orçamento municipal de 2017, conforme decreto publicado ontem (6) nos atos oficiais do município. A peça orçamentária encaminhada pelo ex-prefeito Paulo Pinheiro (PMDB) prevê R$ 1,3 bilhão em receitas para este exercício, valor 2% inferior à previsão orçamentária do ano passado.

Com a medida, o montante disponível nos cofres municipais sofrerá corte de aproximadamente R$ 273 milhões. De acordo com a determinação, porém, o pagamento de contratos com empresas terceirizadas e os salário dos servidores não deverão ser comprometidos.

“Ficam assegurados os recursos orçamentários necessários ao cumprimento das obrigações decorrentes da vinculação constitucional e legal, bem como as destinadas ao pagamento do serviço da dívida e, ainda, as despesas incomprimíveis e inadiáveis, como as decorrentes de contratos de terceirização de serviços públicos essenciais e folha de pagamento de seus servidores”, estabelece o decreto.

O ato também transfere aos novos secretários a responsabilidade pela implementação das ações necessárias para o cumprimento do corte orçamentário. “É um contingenciamento mui­to drástico, porque a situação e absolutamente grave”, enfatizou Auricchio, em evento realizado ontem (6) no Palácio da Cerâmica.

Nesta semana, a administração municipal já havia publicado outros seis decretos voltados à contenção de despesas da prefeitura. Entre as ações está a limitação do uso de celulares corporativos e de carros oficiais, além da suspensão de horas extras e dos aditamentos de contratos com fornecedores e empresas terceirizadas. O Paço também já havia determinado o congelamento de 30% dos gastos com salários de comissionados e a suspensão do início de obras que dependem de recursos próprios.

Emenda

Em meio à crise financeira da prefeitura, Auricchio assinou ontem contrato com a Caixa Econômica Federal para recebimento de emenda par­lamentar no valor de R$ 3 milhões – de autoria do deputado federal Alex Manente (PPS) – para obras de recapeamento e pavimentação das vias da cidade. “Essa é a maior emenda parlamentar aqui da região, vinda de um único parlamentar. O deputado Alex mostra, com isso, o respeito e o carinho que tem por São Caetano e nos acode nesse primeiro momento aflitivo e de ajuste fiscal que estamos vivendo”, destacou o prefeito.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*