Copa Paulista, Esportes

Atacante comemora bom momento no São Caetano

Atacante comemora bom momento no São Caetano
Gleyson fez três gols nos últimos dois jogos do Azulão, que derrotou o Santo André no fim de semana e lidera o Grupo 4 da Copa Paulista. Foto: Fabrício Cortinove/AD São Caetano

O São Caetano obteve, contra o Santo André, a terceira vi­tória consecutiva na Copa Paulista e parece ter engrenado de vez na competição. A sequência coincide com a chegada do técnico Marcelo Vilar e com a boa fase do atacante Gleyson, autor de três gols nas últimas duas partidas do Azulão.

Formado no São Caetano, Gleyson foi o artilheiro da Série A3 do Cam­peonato Paulista em 2018, atuando pelo Comercial. De volta ao Anacleto Campa­nella neste ano, o jogador balançou as re­des duas vezes na fraca cam­panha do Azulão na Série D do Bra­sileiro, a qual acabou com a eliminação ain­da na primeira fase. Foram os primeiros gols dele como profissio­nal com a camisa do Azulão.

Na Copa Paulista, o atacante marcou duas vezes na virada sobre o Água Santa, no Inamar, em jogo da terceira rodada, e fez mais um no último sábado, na vitória por 2 a 0 sobre o Santo André.

“Nosso primeiro semestre não foi muito bom, mas es­tamos em um momento de re­cons­trução e, graças a Deus, tudo está dando certo. Ganhar um clássico contra uma equipe qua­lificada eleva ainda mais a confiança para o decorrer do campeonato”, afirmou.

O gol no dérbi regional teve sabor diferente para o atleta. “Existe um gostinho especial (ao marcar contra o Santo André), pois sabemos do peso que o clássico tem no ABC. Porém, agora é preciso esquecer o jogo e focar no próximo adversário para conseguir outro grande resultado”, afirmou.

O São Caetano lidera o Gru­po 4 com dez pontos, três à fren­te do vice-líder Rama­lhão. A equipe encerra o turno da primeira fase no próximo sábado (20), às 15h, no estádio Primeiro de Maio, contra o Esporte Clube São Bernardo.

INCONTESTÁVEL
A vitória também deixou o técnico Marcelo Vilar satisfeito. Sob seu comando, o Azulão bateu Água Santa e Santo André – o triunfo anterior, sobre o Osasco (5 a 0), teve Dino Camargo como interino.

“A meu ver, a vitória foi incontestável, mesmo nos momentos em que o time abai­xou suas linhas de marca­ção. Não fomos incomodados, pois o adversário pra­ticamente não criou oportu­nidades de gol durante o jogo”, analisou Vilar.

 

Após vitória sobre a Ponte Preta, técnico vê EC São Bernardo na briga por vaga

O técnico do Esporte Clube São Bernardo, Renato Peixe, co­memorou a vitória de sua equipe sobre a Ponte Preta por 2 a 0 em Águas de Lindóia, no último domingo (14), em jogo da quarta rodada da Copa Paulista. Para o treinador, que comandou o time pela primeira vez após ser efetivado no cargo, o resultado coloca o Cachorrão na briga pe­la classificação à segunda fase.

“Foi muito bom estrear em definitivo com vitória. Tenho de dar os parabéns aos atletas, que fizeram ótima semana (de atividades). Tudo que treinamos foi colocado em prática. Isso valo­rizou nosso trabalho. Estou feliz pelos três pontos e por estar na briga pela classificação”, disse.

Com a vitória fora de casa, que interrompeu série de duas derrotas consecutivas, o EC São Bernardo subiu para seis pontos e, agora, ocupa a terceira posição do Grupo 4 – dentro do G4, como é chamada a zona de classificação à segunda fase.

O Cachorrão volta a campo no próximo sábado (20) para enfrentar o líder São Caetano em casa, às 10h. O jogo encerra o primeiro turno para as duas equipes.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*