Minha Cidade, Santo André, Sua região

Após restauro, monumento a João Ramalho ganha novo endereço em Santo André

Após restauro, monumento a João Ramalho ganha novo endereço em Santo André
Estátua foi instalada na Praça dos Correios, local recém-revitalizado e onde fica o marco zero do município. Foto: Alex Cavanha/PSA

Um dos principais símbolos de Santo André ganhou novo endereço neste domingo (29). O monumento a João Ramalho passou por restauro e foi instalado na Praça dos Correios, próximo ao marco zero da cidade. A estátua homenageia o fundador do município e esteve durante duas décadas em local de pouca visibilidade, próximo à passarela de acesso ao Paço Municipal.

“Agora, definitivamente, as coisas estão voltando para o devido lugar em Santo André, até o João Ramalho está voltando para o lugar certo”, afirmou o prefeito Paulo Serra. “Recentemente recuperamos a praça, era um abandono total, mal dava para enxergar o prédio dos Correios, tinha pichações por todos os cantos e com ela veio o marco zero no lugar certo e que tem um simbolismo importante. Muita gente pode falar que é bobagem, mas não é bobagem porque essas são as nossas origens e quem não respeita o passado, não consegue governar o presente e não enxerga o futuro”, completou.

O evento de entrega do monumento contou com apresentação da Banda Lira, do Coro da Cidade de Santo André e dos integrantes do Tiro de Guerra, que cantaram o hino nacional e o hino do município.

A transferência da escultura era um pedido antigo da comunidade portuguesa de Santo André e tem objetivo de dar mais visibilidade ao monumento, possibilitando que mais pessoas vejam a estátua. “A nossa reivindicação de trazer o João Ramalho para um lugar de destaque já tem 15 anos e finalmente nós conseguimos. Agora ele foi restaurado e está em um lugar de destaque no marco zero da cidade”, comemorou o presidente da Casa de Portugal do ABC, Carlos José Rodrigues.

Apesar de ser construída em bronze, considerado metal nobre com elevada resistência à corrosão atmosférica, a estátua de João Ramalho com o passar dos anos sofreu a ação do tempo e surgiram manchas e deteriorações em partes da escultura. Caso o trabalho de restauro não fosse executado neste momento haveria o risco de descaracterização deste monumento que compõe o patrimônio histórico da cidade.

Há três meses o monumento foi retirado e levado para o atelier do artista José Bernardo Salazar Sancho, escultor renomado com importante repercussão artística nacional na confecção e restauro de monumentos e esculturas ao ar livre. Foram investidos R$ 143 mil no restauro, com verba da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos destinada especificamente para reforma de equipamentos públicos.

Dentro das intervenções foi realizado reforço na base metálica da estrutura para aumentar a estabilidade, além da construção de uma réplica da base da estátua de João Ramalho em granito. A pedra foi recortada com jatos de água, os brasões foram mantidos e foi criada uma versão contemporânea, apesar de manter a originalidade do passado. A base anterior já não era a original, as partes originais da base atualmente estão no Museu de Santo André.

As obras estão de acordo com as exigências técnicas da Associação Brasileira das Normas Técnicas (ABNT) e também do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea). Todos os procedimentos foram aprovados junto ao Comdephaapasa (Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico-Urbanístico e Paisagístico de Santo André)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*