Editorias, Notícias, São Paulo

Após intervenção no Rio, Alckmin lança operação na divisa para conter crime

Após intervenção no Rio, Alckmin faz ação na divisa para conter crime
Em trabalho integrado, foram mobilizados 900 PMs, Rocam, Polícia Ambiental, Rota, entre outros. Foto: governo de SP

O governador Geraldo Alckmin (PSDB), pré-candidato à presidência, cercou-se de forte aparato policial, com homens, veículos, cavalaria e helicóptero em Taubaté, no Vale do Paraíba, região mais próxima da fronteira com o Rio na manhã desta quarta-feira (28).

Na região, o governador lançou a “Operação Rochedo”, que vai contar com mais de 900 homens da Polícia Militar na porção do território paulista que faz divisa com o Rio. O Estado vizinho sofre intervenção federal em sua segurança desde o dia 16. Alckmin disse ser importante que a intervenção tenha uma data limite. “Em relação ao Rio, é uma exceção, não é normal. Deve ter prazo para terminar”, pontuou.

Para o governador tucano, a ação federal no Rio “é uma medida excepcional”. “Para caso grave, remédio amargo. Você (o Rio) chegou nessa situação, o próprio Estado concordou. Agora vamos ajudar para que dê certo”, destacou.

Conforme reportagem da Folha de S. Paulo publicada nesta quarta, aliados de Alckmin temem dianteira do presidente Michel Temer (MDB) na área da segurança. Com a operação, o presidenciável busca se projetar no debate nacional sobre segurança pública e colocar São Paulo como modelo para o país. Hoje (1º), Alckmin também participa de uma reunião com o presidente Michel Temer (MDB), em Brasília, para discutir o tema ao lado de outros governadores.

Durante a cerimônia, o governador aproveitou para fazer uma demonstração do aparato militar do Estado, reunindo soldados de todos os setores da corporação, inclusive do canil, cavalaria e helicóptero Águia.

Criticou as ações de Temer nas fronteiras do país e defendeu propostas de segurança no âmbito federal, como a criação de um ministério da Segurança e de uma Agência Nacional de Inteligência na área. “Temos de fortalecer a questão da fronteira, porque o tráfico de armas e de drogas tem tudo a ver com fronteiras. Claro que não é simples, mas precisa ter tecnologia, inteligência e informação.”

Operação

A Operação Rochedo será realizada nos 39 municípios do Vale do Paraíba e Litoral Norte, com foco nas divisas. Segundo Alckmin, serão utilizados cerca de 900 homens, 250 veículos, cem motos, dois helicópteros, oito cães e 30 cavalos em ações específicas.

O objetivo é combater o tráfico de drogas e armas. A operação, segundo o governo, vai focar em ações de patrulhamento da via Dutra, na divisa entre Queluz (SP) e Resende (RJ), e a rodovia Rio-Santos, entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ). A assessoria da Secretaria de Estado da Segurança Pública, porém, afirma não acreditar em migração de criminosos do Rio para o território paulista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*