Últimas Notícias

Após dois meses consecutivos de alta, setor de serviços recua 1,9% em janeiro

O setor de serviços recuou 1,9% em janeiro deste ano na comparação com dezembro de 2017 (série com ajuste sazonal), informou ontem (16) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A retração vem depois de altas em novembro (1,0%) e dezembro (1,5%).
Ante janeiro do ano passado (série sem ajuste), o volume de serviços caiu 1,3%. A taxa acumulada em 12 me­ses ficou em -2,7%.

Por atividades, na série com ajuste, os principais recuos em relação a dezembro ocorreram nos segmentos de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (3,0%) e dos serviços profissionais, administrativos e complementares (1,4%), enquanto o agregado Outros serviços avançou 3,8%.

Em relação a janeiro de 2017, a queda se concentrou nos segmentos de serviços de comunicação e informação (-5,0%); serviços profissionais, administrativos e complementares (-3,3%); e serviços prestados às famílias (-2,9%).

Em contrapartida, no período houve crescimento nos segmentos de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (4,0%) e em outros serviços (2,5%).

Estados

No corte regional, na com­paração com dezembro de 2017, as quedas que mais contribuíram para a redução no volume de serviços ocorreram em São Paulo (-1,4%), Rio de Janeiro (-2,7), Santa Catarina (-7,6%), Rio Grande do Sul (-2,4%) e Distrito Federal (-2,1%). Em contrapartida, as principais influências positivas vieram do Ceará (19,4%) e da Bahia (4,3%).

Na comparação com ja­neiro de 2017, sem ajuste sazonal, Rio de Janei­ro (-3,9%), Distrito Fede­ral (-6,1%), Minas Gerais (-2,4%), Pernambuco (-5,7%) e Ceará (-6,0%) apresentaram as que­das mais intensas.
São Paulo (0,6%), por outro lado, apresentou em janeiro o crescimento mais relevante.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*