Esportes, Futebol

Após contratar Gil, Corinthians se prepara para vender

Após contratar Gil, Corinthians se prepara para vender
Pedrinho e Vital ganharam visibilidade no Torneio de Toulon. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Após a chegada do zagueiro Gil, que deve ocorrer na próxi­ma segunda-feira, o Corinthians vai trabalhar para vender jogadores. A diretoria precisa arrecadar R$ 44 milhões com a negociação de atletas, conforme previsão do orçamento. Até agora, a única tran­sação foi a saída do volante Douglas para o PAOK, da Grécia.

O clube paulista deve receber pouco mais de R$ 11 mi­lhões com o jogador que estava emprestado ao Bahia. A ida de Pedrinho e Mateus Vital para a seleção olímpica tem a ver com isso. Os dois disputaram o Torneio de Maurice Revello (antigo Torneio de Toulon), na França, para ganhar visibilidade no mercado europeu.

Pedrinho tem multa res­cisória em € 50 milhões (cerca de R$ 216 milhões), mas o Co­rin­thians pode negociá-lo por menos. Durante o período em que esteve na França, o jogador recebeu sondagens do Benfica e do Ajax. O clube holandês já havia tentado a contratação do jogador no ano passado.

Outro jogador que também poderia ser envolvido em uma negociação é Clayson. O meia-atacante recebeu proposta do futebol mexicano há duas semanas, mas recusou a oferta.

Para a decepção do técnico Fábio Carille, que pediu “três cerejas no bolo” em entrevista recente, o Corinthians não está à procura de novos reforços, mas também não confirma que jogadores não virão. Isso porque podem aparecer oportunidades do mercado, como aconteceu com a contratação de Vagner Love no início do ano, que estava sem receber no futebol turco, e agora com Gil, que queria deixar a China e retornar ao Brasil. O zagueiro se apresenta na próxima semana.

CAIXA

Carille esperava pela chegada de dois atacantes de velocidade. Porém, a dificuldade está em manter a conta no azul. Com os gastos mensais de R$ 6 milhões para pagar o financiamento da arena, além da folha salarial de pouco mais de R$ 10 milhões, a diretoria trabalha para fazer caixa.

O clube fechou 2018 com déficit de R$ 18,5 milhões. No balanço de 2019 planejado pela atual gestão, a expectativa é fechar a atual temporada no azul em R$ 650 mil. Os valores não contam os gastos com a arena. Vale lembrar que, neste ano, o clube fechou com um patrocinador máster (BMG) por R$ 12 milhões e outros seis anunciantes para o uniforme que devem render o total de R$ 40 milhões ao clube.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*