Serviços, Turismo

Aparecida espera mais de 170 mil romeiros para Dia da Padroeira

Aparecida espera mais de 170 mil romeiros para Dia da Padroeira
Basílica de Aparecida deve receber 40 mil romeiros apenas na Missa Solene, a principal do dia, marcada para as 9h. Foto: Thiago Leon/Divulgação

Mais de 170 mil romeiros devem comemorar, hoje (12), o Dia da Padroeira no Santuário Nacional de Aparecida. Para ce­lebrar a Festa de Nossa Se­nhora, uma programação de ce­lebrações e momentos de oração foi preparada para a data.

Ao todo, seis missas serão celebradas ao longo do dia no Altar Central da Basílica. A primeira delas acontece às 5h, encerrando a Vigília Mariana, que ocorre desde a meia noite. Em seguida, às 7h, tem início a Missa das Crianças. Na ce­lebração, voltada ao público in­fantil, a Orquestra mirim do Projeto de Educação Musical do Santuário de Aparecida (Pemsa) executa, pela primeira vez, as canções da Missa.

Desde o início de setembro, 267 músicos, entre instrumentistas e cantores, ensaiam o repertório três vezes por semana. Até o dia da celebração serão 90 horas de ensaio.

A Missa Solene, considerada a principal do dia, tem início às 9h. A Eucaristia será presidida pelo arcebispo de Aparecida, D. Orlando Brandes, e deve ser acompanhada por multidão de mais de 40 mil romeiros. Nesta celebração, a imagem da Padroeira vai utilizar um manto especialmente bordado para a data, recordando o manto usado na cerimônia de Coroação há 115 anos, em 1904.

Outras três missas ainda serão realizadas ao longo do dia, às 13h, 16h e 20h. A última celebração de hoje marcará o encerramento das festividades. Durante a cerimônia será depositado no Altar Central livro contendo o nome de centenas de fiéis que fazem parte da Campanha dos Devotos e au­xiliam nas obras de cons­trução e manutenção da Basílica.

Além das celebrações, ou­tras atividades religiosas estão previstas na programação. À tarde, às 15h, a tradicional Consagração será realizada no Altar Central do maior templo dedicado a Virgem Maria no mundo. Às 18h, na Basílica Velha, ocorre a celebração do Angelus, sucedida pela pro­cissão solene, que segue pelas ruas de Aparecida em direção à Nova Basílica. Colorindo o céu da “Capital da Fé”, um show pirotécnico às 21h30 encerra a Festa da Padroeira de 2019.

ESTRUTURA

Além da programação, uma estrutura de acolhimento tam­bém foi preparada para os ro­meiros. Os portões do Santuário Nacional, por exemplo, foram abertos na manhã de ontem e só serão fechados às 21h do domingo (13).

A visitação ao Nicho onde está a imagem original da Padroeira do Brasil também ocorre em horário estendido – começou às 6h de ontem e vai até às 20h do dia 12. A Capela das Velas, outro lugar muito visitado pelos devotos, também ficará aberta durante todo o período.

Outro serviço que atravessou a madrugada é a Tenda dos Pe­regrinos. O espaço, destinado aos romeiros que chegam a pé ou de bicicleta ao Santuário, iniciou suas atividades ontem e atenderá ininterruptamente até às 17h de hoje. No local, profissionais voluntários oferecem atividades de massagem, fisioterapia e verificação de sinais vitais, como aferição de pressão arterial, curativos e outras orientações.

BOLSONARO

O presidente Jair Bolso­naro (PSL) estará em Aparecida hoje. Segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Pla­nalto, o presidente virá de Brasília para participar da missa das 16h.

 

Basílica acende 100 mil velas virtuais ao mês para quem não vai a Aparecida

Em todo dia 12 de outubro, milhares de romeiros viajam até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP), para fazer promessas e agradecer pedidos realizados. Para quem não conseguir se deslocar até o Vale do Paraíba, porém, a Basílica Nacional oferece uma alternativa: a vela virtual. A cada mês, cerca de 100 mil velas são acesas digitalmente.

O pedido online por uma intervenção divina, em conexão de banda larga com Deus, porém, é apenas a ponta de lança do Santuário para estar mais perto do cotidiano dos fiéis. “A igreja precisa estar presente no mundo virtual porque as pessoas estão lá também”, disse o padre Luiz Camilo Junior, responsável pela comunicação digital da Basílica.

Para acender uma vela, basta entrar no site da Basílica e procurar pela ferramenta (https://www.a12 com/reze-no-santuario/vela-virtual). É preciso preencher uma lista de informações pessoais e, em seguida, digitar as intenções do pedido. Quando o processo é concluído, aparece uma chama na vela ilustrada no site – o fiel ainda pode escolher se sua causa será divulgada num mural on-line ou se prefere mantê-la privada.

A vela virtual nasceu junto com o site do Santuário, há nove anos. “Queríamos criar um espaço em que o devoto possa beber de toda a mensagem de Aparecida também no meio online”, afirma o padre.

Para desenvolver a tecnologia, o santuário teve ajuda de empresa de programação, que também criou o portal da Basílica, o A12, e recursos como o terço virtual e a Bíblia Online, com textos do Antigo e do Novo Testamento.

No longo prazo, um dos planos é criar um robô de conversa para os fiéis que usam a vela e o terço virtuais, “como se fosse Maria acolhendo os pedidos de bênção”, diz o padre.

Basílica também está preocupada com questões mais terrenas, como a privacidade dos fiéis. “Estamos trabalhando em conjunto com uma consultoria jurídica para nos adequar à Lei Geral de Proteção de Dados”, disse o padre, em referência à nova legislação brasileira.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*