Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Ao lado do ministro das Cidades, prefeito Orlando Morando retoma obra do piscinão do Paço

Ao lado do ministro das Cidades, prefeito Orlando Morando retoma obra do piscinão do Paço
Prefeito Orlando Morando e o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, vistoriaram as obras. Foto: Gabriel Inamine/PMSBC

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), autorizou neste  fim de semana a retomada da construção do piscinão do Paço – uma das obras mais emblemáticas herdadas em situação de abandono pela atual gestão. A continuidade da intervenção, após hiato para auditoria contratual, deverá colocar um fim ao problema de enchentes na região central da cidade, dentro de um prazo máximo de 20 meses. O anúncio do reinício de obras contou com presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em cerimônia realizada no estacionamento da Prefeitura.

“De tudo que temos paralisado na cidade esta é a retomada de obras mais importante, por tudo o que ela representa. Este projeto decepcionou a população, por tantos problemas e desrespeito que trouxe aos moradores. Agora, vamos acabar por definitivo com as enchentes na cidade para na sequencia concluir o túnel”, anunciou o chefe do Executivo. A concretização do projeto foi viabilizada após um minucioso trabalho de auditoria realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), contratado pela atual administração.

Após aditamento, a obra completa está orçada em R$ 353 milhões, com parte dos recursos da União, uma vez que integra o Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC), do governo federal. Os serviços serão tocados pelo consórcio Centro Seco.

“Nosso objetivo maior é retomar essas obras paradas que representam a irresponsabilidade e o desrespeito com o imposto pago pela população. Que se responsabilizem os autores destes atos, que geraram a interrupção e o descaso com o dinheiro público. Nós do ministério temos tido esse compromisso para que a retomada de obras seja uma constante. Este é um projeto importantíssimo e o maior, no âmbito de saneamento, que tínhamos pendentes”, destacou o chefe da pasta, Alexandre Baldy.

A cerimônia também foi acompanhada pelo deputado federal, Guilherme Mussi, pelo vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, secretário de Habitação, João Abukater, e outras importantes autoridades da região.

Habitação

Além do reinício das obras do Centro Seco, o município também conquistou recursos da ordem de R$ 30,6 milhões junto à União para execução de 19 obras de contenção de encostas em 14 assentamentos precários e irregulares que deverão beneficiar 3.275 famílias da cidade. As ações do projeto integram a fase 2 do plano de prevenção de riscos do município e combinam a execução de drenagem urbana, tratamento de encostas e recuperação de vias de acesso, com possibilidade de remanejamento de famílias ocupantes dos setores de risco.

A intervenção será feita em duas etapas, beneficiando núcleos como Novo Horizonte, Vila Progresso, Biquinha, Parque São Rafael, Vila São Pedro, Golden Park, Jardim Regina, Jardim Limpão, Pai Herói/Nova Baeta, Montanhão Parque Imigrantes, Jardim João de Barro e Jardim Laura. Ainda na área de Habitação, o ato também marcou a entrega de legitimações de posse de propriedades a moradores da Vila Mariana, localizado no bairro São Pedro, cujas demais regularizações seguirão ao longo do segundo semestre deste ano. As ações integram o programa municipal A Casa é Minha.

Além deste loteamento, a secretaria de Habitação já protocolou processo de regularização no Jardim Esmeralda, Conjunto Habitacional Lavínia e Jardim Jussara. O registro deverá sair nas próximas semanas. Também estão em fase final, os registros dos loteamentos Fei Mizuho, Frei Damião e Vila da Biquinha. O ministério também encaminhou aporte de R$ 5 milhões para projetos de mobilidade urbana executados pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*