Economia, Notícias

ANS suspende 51 planos de saúde a partir de 6 de setembro

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou, ontem (30), lista com 51 planos de saúde oferecidos por dez operadoras que terão a comercialização suspensa a partir de 6 de setembro. A medida decorre das recla­mações enviadas pelos consu­midores nos meses de abril, maio e junho. Foram relatadas negativas de cobertura e descumprimento dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias.

O objetivo com a medida é exigir que as operadoras assegurem aos usuários o acesso aos procedimentos previstos em contrato. Para que a comercialização possa ser retomada, será preciso melhorar a qualidade do serviço para as 278,6 mil pessoas vinculadas atualmente aos 51 planos. Novos clientes não po­de­rão ser aceitos enquanto a ANS mantiver a suspensão.

Agemed e Assistência Mé­dica Infantil (AMI) são as duas operadoras mais afetadas. Ca­da uma ficará impedida de comercializar 14 planos.

A ANS, no entanto, liberou a venda de 28 planos de saúde de 11 operadoras. Esses planos haviam sido suspensos em avaliações anteriores do programa de monitoramento da garantia de atendimento.

ACOMPANHAMENTO

A ANS mostra em seu site (ans.gov.br) a lista completa dos planos liberados e suspensos. Também é possível consultar informações do monitoramento de cada operadora, conferir o histórico e verificar se já foi afetada em alguma avaliação anterior. Há ainda uma classificação das empresas conforme o desempenho no progra­ma de monitoramento.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*