Minha Cidade, Regional, Sua região

Ano letivo começa na quinta para 216 mil alunos da rede estadual no ABC

Secretaria da Educação dá dicas a pais e estudantes para retornar à rotina de atividades escolares

Ano letivo começa na quinta para 216 mil alunos da rede estadual no ABC
Alunos serão recepcionados com uma nova matriz curricular. Foto: Divulgação/GESP

Começa na próxima quinta-feira (15) o ano letivo para 216 mil de alunos nas 315 escolas de Ensino Fundamental e Médio da rede estadual do ABC. Para ajudar no retorno à rotina de estudos e atividades, a Coordenadoria Pedagógica da Educação (Coped), da Secretaria de Estado da Educação (Seduc-SP), preparou uma série de dicas e orientações voltadas a estudantes e familiares.

A primeira delas é estar atento ao relógio. Para que ninguém cochile nos primeiros dias de aula, principalmente os estudantes dos período da manhã, a sugestão é “treinar” o despertador no fim de semana e primeiros dias da semana para que o corpo se acostume com o horário de aulas. A dica é programá-lo para o horário do dia 15 de fevereiro já nos dias anteriores.

Outra ideia é criar um “cantinho de estudos” em casa. O espaço servirá para leitura e escrita e também aproxima a família do cotidiano escolar dos filhos. Além de participar das reuniões escolares, os pais e responsáveis podem acompanhar o desempenho escolar dos alunos por meio da Secretaria Escolar Digital, no portal sed.educacao.sp.gov.br.  Usuário e senha podem ser solicitados diretamente na secretaria das 5 mil escolas estaduais.

NOVIDADES

Entre as novidades para 2024, alunos dos anos finais do Ensino Fundamental e das três séries do Ensino Médio serão recepcionados com uma nova matriz curricular. 

Para os alunos mais novos, na última etapa do Ensino Fundamental, a novidade será a implementação das aulas de Educação Financeira, aumento do número de aulas de Tecnologia e Inovação e criação da disciplina Orientação de Estudos.

No Ensino Médio, o tempo dedicado ao aprendizado de língua portuguesa será ampliado em 60%, enquanto o de matemática terá aumento de 70%. Além disso, nesta fase do ensino, os alunos terão mais aulas de física, geografia e história.

O ensino-aprendizagem de língua portuguesa chega em 2024 com mais um aliado: o uso de inteligência artificial para apoiar professores na correção das produções textuais na plataforma Redação Paulista.

A Seduc-SP implementou, no final de 2023, um assistente de correção virtual para auxiliar os professores na revisão de textos da plataforma Redação Paulista. Ao longo do segundo semestre, a revisão era feita pelos professores manualmente, mas agora, a assistente virtual surge como uma ferramenta para agilizar e facilitar o processo.

A iniciativa visa ampliar o número de produções textuais, garantindo que os estudantes da rede pública possam escrever mais e melhor, além de contribuir para os índices em avaliações como o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

O assistente de correção virtual entra em cena assim que os alunos submetem seus textos à plataforma. O professor mantém o papel fundamental na validação desses critérios, sendo responsável pela nota final da redação.

“A plataforma Redação Paulista é uma ferramenta desenvolvida integralmente pela equipe da Seduc, 100% alinhada ao material didático e ao Currículo Paulista. Todos os gêneros textuais que os estudantes devem exercitar desde o 6º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio estarão na plataforma com propostas de atividades. A plataforma foi usada ao longo de 2023, com mais de 3,5 milhões de produções textuais e isso, para a Educação, é um sucesso porque significa que o aluno não apenas está escrevendo, mas também está recebendo a devolutiva, com qualidade, do seu professor”, explica a gestora de plataformas da Coped, Marcela Lorenzoni da Rocha.

“Agora, o docente receberá as redações com o apoio dessa assistente de correção, que traz sugestão de devolutivas, notas para verificar como o aluno se saiu na argumentação, na criação atrelada ao tema. A partir disso, cabe ao professor usar a sugestão da inteligência para facilitar seu trabalho. O docente pode ainda inserir seus próprios comentários e, quando necessário, solicitar a reescrita do texto”, prosseguiu.

ESCOLA PARA TODOS

Quem estiver fora da rede ou veio de outro estado durante as férias ainda pode se matricular nas escolas estaduais de São Paulo. A regra vale também para a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Para se matricular na rede estadual para este ano, o responsável legal ou maior de 18 anos pode fazer a inscrição presencialmente em qualquer escola estadual ou no balcão de atendimento do Poupatempo, apresentando RG, histórico escolar e comprovante de residência.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*