Economia, Notícias

Aluguel residencial tem 2ª alta seguida em S.Bernardo

Com demanda fraca, setor não acompanha o IPCA. Foto: Eberly Laurindo

O aluguel de imóveis residenciais em São Bernardo ficou, em média, 0,20% mais caro em outubro e registrou o segundo mês consecutivo de alta nos preços, revela o Índice FipeZap, que acompanha o mercado de locação de apartamentos em no­ve cidades, das quais apenas uma no ABC.

Com isso, o aluguel residencial em São Bernardo passou a custar, em média, R$ 18,92 por metro quadrado. O valor é o oitavo mais baixo entre as nove cidades pesquisadas – o mais alto é o do Rio de Janeiro (R$ 35,56).

Calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e pelo portal Zap Imóveis, o indicador mostra que o preço dos aluguéis tem subido abaixo da inflação em São Bernardo. Prova disso é que, nos 12 meses encerrados em outubro, a locação ficou 0,21% mais cara na cidade, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que me­de a inflação oficial do país, avançou 7,87% no mesmo período.

Recuperação?

Especialistas avaliam que a crise econômica e, conse­quentemente, a piora no em­­prego e na renda afetaram o mercado de locações no ABC. Com menos gente à procura de imóvel para alugar, os preços caem. Porém, as altas em setembro e outubro sinalizam alguma recuperação na demanda.

O Índice FipeZap leva em consideração apenas os preços anunciados para novos contratos de aluguel. Locações em andamento não são incluídas porque, nes­ses casos, os preços geralmente são ajustados de acordo com a variação do Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*