Esportes, Paulistão

Alex Reinaldo pode alcançar marca de 100 jogos em decisão contra o XV de Piracicaba

Alex Reinaldo pode alcançar marca de 100 jogos em decisão contra o XV de Piracicaba
Alex Reinaldo: “Essa marca é muito importante para minha vida, carreira”. Foto: Fabrício Cortinove/ADSC

Desde o final de 2016 no São Caetano, o lateral Alex Reinaldo está prestes a alcançar pelo clube uma marca que poucos atletas conseguiram: a de 100 jogos com a camisa do Azulão. Para que isso aconteça, basta que o jogador esteja em campo na quarta-feira (30), às 16h30, quando o Azulão enfrenta o XV de Piracicaba, no Anacleto Campanella, pelo segundo e decisivo confronto da semifinal da Série A2 do Campeonato Paulista.

Para se ter ideia da importância desse feito, Reinaldo poderá ser apenas o 37º jogador a alcançar a marca de 100 ou mais jogos pelo São Caetano. Na lista que é liderada por Silvio Luiz (451 partidas) e que tem Sandoval (168) como único representante do atual elenco, o lateral vai empatar em número de aparições com Leto, Everton Ribeiro, Kleber e Diego.

O atual dono da camisa 2 do Azulão se diz lisonjeado pelo feito. “Representa muito. Hoje em dia são poucos os jogadores que têm uma marca assim. A maioria fica no primeiro semestre, joga o Estadual e depois vai para outro clube. Eu sempre me identifiquei com a camisa do São Caetano, com a torcida. Então, essa marca é muito importante para minha vida, carreira. Estou muito feliz de alcançar esses 100 jogos pelo São Caetano”, disse.

DECISÃO

Todo cuidado é necessário, principalmente quando o acesso à elite paulista está em disputa. No primeiro jogo contra o XV de Piracicaba houve empate sem gols no Interior do Estado.

“Um jogo difícil, como foi lá (no Barão da Serra Negra). Pode ter certeza de que nosso time está bem concentrado para esse jogo. Estudamos ao máximo o adversário para minimizar nossos erros”, explicou Alex Reinaldo.

O lateral ressaltou a importância de o time dirigido por Alexandre Gallo realizar a segunda partida da semifinal em São Caetano. “A gente mereceu (a vantagem de atuar no Anacleto Campanella no segundo jogo). Fizemos boa campanha na Série A2, o que nos deu essa vantagem de decidir em casa. Agora precisamos honrar essa classificação e fazer o dever de casa. É o jogo do ano. Para a gente é como se fosse o jogo da vida. Então pode ter certeza de que o São Caetano virá forte”, concluiu.

Por conta do empate (0 a 0) no jogo de ida, quem vencer neste meio de semana irá à decisão da Série A2. Em caso de nova igualdade no placar, o finalista será definido nos pênaltis.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*