Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Alex nega apoio do PT, que declara neutralidade

Manente: “o candidato do PSDB mostrou sua cara”. Foto: Eberly Laurindo

O diretório municipal do PT de São Bernardo anunciou ontem (5), por meio de nota, que não manifestará apoio a nenhum dos candidatos que avançaram ao segundo turno da eleição municipal e encerraram projeto de continuidade do partido na cidade. O anúncio ocorre em meio à troca de acusações entre os deputados Orlando Morando (PSDB) e Alex Manente (PPS), que vão disputar a segunda fase no dia 30, sobre possível aproximação com a legenda.

No comunicado, o PT afirma ter sido vítima de “ataques” ao longo do processo eleitoral local, que culminou na derrota do ex-secretário de Serviços Urbanos e Coordenação Governamental Tarcisio Secoli (PT) no pleito de domingo (2). “Esses ataques – que, no plano nacional e local, têm no PSDB seu maior porta-voz – fizeram com que o eleitorado, apesar de reconhecer os avanços promovidos ao longo dos quase oito anos de nosso governo, não acompanhasse nossa candidatura”, diz a nota.

O posicionamento do di­retório petista também seria uma resposta à acusação de que estaria apoiando veladamente a candidatura de Manente. Autor da alegação, Morando recebeu na última terça-feira (4) apoio de um aliado histórico do partido, o PCdoB.

Ontem, Alex Manente afirmou que, durante todo o primeiro turno, recebeu injustamente acusações de que tinha o apoio do PT e tinha certeza de que muitos que queriam votar nele não votaram porque acreditaram “nessa mentira”. Manente prosseguiu afirmando que, “no primeiro dia do segundo turno, o candidato do PSDB mostrou sua cara, recebendo apoio do PCdoB, o partido mais ligado ao PT, que lá na Câmara foi mais leal ao governo Dilma (Rousseff, PT) do que o próprio PT”.

Aliança

Morando, por sua vez, divulgou na terça-feira (4) depoimento do presidente do PCdoB municipal, Jorge Costa Oliveira, no qual o dirigente afirma, que antes de selar aliança com o tucano, foi instruído pelo prefeito Luiz Marinho (PT) a direcionar apoio a Manente no segundo turno. “Não contente com a reação de seus eleitores, que repudiaram o apoio do PCdoB, ele (Orlando) me agride afirmando que recebi apoio do PT. O partido não apoiará nenhum candidato, mas seu parceiro PCdoB está com Orlando”, prosseguiu Alex.

Em discurso à militância, o candidato a vice na chapa do pepessista, Admir Ferro (PTB), endossou as críticas ao adversário. “Estou na política há muito tempo e nunca vi alguém inventar tanto numa campanha. O Alex apanhou muito, mas mostrou sua força chegando ao segundo turno da eleição”, disse.

“Mentira tem perna curta. No primeiro dia depois da eleição, o PCdoB anuncia apoio ao Morando. Ele diz que não se junta à esquerda, mas todo mundo sabe que o PCdoB é aliado do PT em nível federal. Os eleitores do PT não vão votar no Orlando pela arrogância dele e porque todo mundo sabe que ele não gosta de pobre”, completou.

1 comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*