Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Mognon vê momento propício para PSDB de São Bernardo ter candidato a federal

Alex Mognon: “estamos em um momento muito bom”. Foto: Divulgação
Alex Mognon: “estamos em um momento muito bom”. Foto: Divulgação

O secretário de Esportes de São Bernardo, Alexandre Mognon, está trabalhando para que o PSDB do município tenha candidato a deputado federal em 2022 e já coloca seu nome à disposição do partido. Para Mognon, o momento é propício para candidatura da sigla à Câmara Federal em dobradinha com a deputada estadual Carla Morando. Em 2020, o PSDB da cidade elegeu a maior bancada tucana do país.

“Da mesma maneira que defendemos que o presidente da Câmara tinha de ser da nossa sigla, por termos a maior bancada do Brasil, defendo que o PSDB precisa ter um candidato a deputado federal, para eventual dobrada com a deputada (estadual) Carla Morando. Até porque, no ABC inteiro, apenas em Santo André está se discutindo ter candidatura a federal. Nas demais cidades só terão candidaturas a estadual. Acho isso injusto com  a região”, afirmou.

Para o secretário, o ABCDM tem deputados eleitos muito bons, mas a região tem condições para eleger muito mais deputados. “Estamos em um momento bom. Temos condições de candidatura e me coloco à disposição. Temos um quadro muito bom dentro do partido e todos têm condições de estar pleiteando uma pré-candidatura a deputado federal e meu nome está nesse meio também”, destacou.

Mognon destacou que a possível candidatura do prefeito Orlando Morando a vice-governador é outro fator que fortifica a busca por vaga na Câmara Federal. O tucano afirmou que Morando é um dos expoentes políticos do PSDB. “Então, como uma cidade que tem a possibilidade de candidatura do prefeito a vice-governador e não lançar candidato a deputado federal? É muito natural a dobrada PSDB em São Bernardo. Por isso estou levantando essa bandeira e conversando com os pares do partido essa possibilidade de termos um candidato federal a sigla.”

A possível pré-candidatura de Mognon a federal vai ao encontro das declarações que deu em entrevista ao Diário Regional em 2020, na qual afirmou que eram as últimas eleições que disputaria a vereador. “Dois mandatos (oito anos) são suficientes para mostrar a que vim (ao Legislativo). Te­nho plena convicção que posso contribuir com a cidade em outros postos”, disse.

OLIMPÍADAS

Novamente à frente da Secretaria de Esportes neste segundo mandato de Morando, Mognon comemora a participação de atletas de São Bernardo nas Olimpíadas e Paraolimpíadas deste ano em especial neste momento de pandemia. “Estamos a 58 dias de um novo ciclo olímpico e em um momento diferenciado. São Bernardo sempre foi celeiro de grandes atletas olímpicos, Este ano já temos pouco mais de dez atletas praticamente garantidos nas Olimpíadas e Paraolimpíadas. Todos com vínculos com a cidade. Por exemplo, temos dois atletas selecionados na paracanoagem. Ambos atletas mundiais. Fora isso, temos mais de 15 atletas formados na base de São Bernardo convocados para as Olimpíadas. Então, a cidade se mantém como referência nos esportes de alto rendimento.”

Mognon destacou que as classificações ganham maior destaque devido às dificuldades impostas pelo isolamento social decorrente da covid, o qual afeta com maior intensidade os atletas, que precisam manter o condicionamento para as provas. ”A ferramenta de trabalho do esportista é o corpo e dificultou não poder exercitá-lo devido ao fechamento total ou parcial da cidade. Foram feitos treinamentos individuais com personal treineer para esses atletas de ponta. Porém, o rendimento é diferente de um treinamento com a equipe. Cumprimos com todos os protocolos, com todos os testes necessários feitos periodicamente. Mantendo distanciamento e utilizando máscaras e álcool em gel. Separamos por horário e por área externa e interna. Até mesmo para dar um bom exemplo para a população. Não expondo o atleta e ajudando a prevenir um contágio”, pontuou.

ARENAS

O secretário também destacou o impacto da pandemia na população em geral. “Essa instabilidade prejudica muito. Abrimos as áreas há uns 15 dias e talvez tenhamos de fechar novamente por causa do aumento de casos. Esses locais são espaços para lazer, para se arejar a cabeça neste momento. Além disso, afeta também o condicionamento físico da população. Essa área de esportes está sendo muito afetada com a pandemia”, disse.

A administração tem investido na criação de áreas de esporte multiuso e o programa Arena Parque de Esportes já foi implementado em 22 espaços do município. “Esse projeto foi um ‘gol de placa’. Foi implementado, primeiramente, em Curitiba e vimos que daria muito certo em São Bernardo. Tem rápida instalação, pois em 30 dias você coloca funcionando, com baixíssimo custo e, o principal, fácil de executar em áreas periféricas. Mexe muito com a sociedade, pois oferece esporte de qualidade, com segurança e novas modalidades além do futebol, como a quadra do Basquete Street, modalidade nova nas Olimpíadas, jogado com três pessoas, e areninha de skate para lazer. Com pouco mais de um ano da implementação da primeira, temos todas as arenas sendo utilizadas das melhores formas e até mesmo com fila de espera para uso. Temos ainda as Praças-parque e as quadras de futebol society.”

Para a terceira idade, além dos Centros de Referência do Idoso (CRI), a cidade conta com o Centro Esportivo do Idoso, exclusivo para o público acima de 60 anos, e o projeto “Campeões da Vida”. “Em breve voltaremos com todas essas atividades. Temos muito carinho, respeito e a um vínculo muito especial com esse publico, que está sempre apoiando e participando dos eventos como voluntários”, destacou.

Mognon reafirmou a importância do esporte para as crianças, que proporciona atividades sadias e reduz o risco de entrada na marginalidade, e aos idosos, que ajuda na vitalidade, tira da depressão, dos remédios. “Já foi comprovado que o esporte melhora a qualidade de vida da população. Quanto mais investir em esportes, menos investimentos em saúde. É um ganha-ganha. Estamos trabalhando muito, com um olhar diferenciado para os esportes, sem deixar de lado a política.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*