Economia, Notícias

Alckmin recebe pedido do ABC para liberar créditos de ICMS

Alckmin participou ontem de evento na Volks, em São Bernardo. Foto: Alexandre Carvalho/A2imgO governador Geraldo Alckmin (PSDB) recebeu, ontem (14), de executivos da Volkswagen e do presidente do Consórcio Intermunicipal do ABC e prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), pedido para facilitar a liberação de créditos retidos do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) devidos ao setor automotivo.

O crédito é gerado nas exportações. As vendas ao exterior são isentas do tributo, mas o valor é descontado pelo governo do Estado nas várias etapas da cadeia produtiva.

No último dia 1º, a Agência de Desenvolvimento Econômico (braço do Consórcio), a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (Abinfer) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) assinaram protocolo de intenções a fim de pleitear junto ao Estado a liberação dos créditos para fomentar a indústria de ferramentaria.

Segundo o secretário-executivo da Agência, Giovanni Rocco, as seis montadoras do ABC (VW, Ford, Toyota, Mercedes-Benz, Scania e GM) têm retidos R$ 6,2 bilhões. Somente a Volkswagen deve acumular R$ 2 bilhões até dezembro.

Durante o evento de anúncio de investimentos na fábrica de São Bernardo, ontem (14), Alckmin destacou que o governo mantém, desde 2007, o Programa de Incentivo ao Investimento pelo Fabricante Automotor (Pró-Veículo), que permite o uso dos créditos em investimentos no Estado para modernização, ampliação ou construção de fábricas, bem como para o desenvolvimento de novos produtos.

“Existe um critério, câmara técnica (responsável pela avaliação), mas é óbvio, que a VW, na medida que investe, tem prioridade na liberação dos créditos”, disse Alckmin.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*