Editorias, Notícias, São Paulo

Alckmin faz visita técnica às obras de duplicação da Tamoios

Geraldo Alckmin participou da detonação da seção plena do túnel Embosque São José dos CamposO governador Geraldo Alckmin acompanhou, na manhã desta segunda-feira (28) durante visita técnica às obras de duplicação do trecho de serra da Rodovia dos Tamoios (SP-099), a primeira detonação de grande porte do Túnel 1 da nova pista. Com 2.850 metros de extensão e duas faixas de rolamento, esse túnel será o primeiro do novo trecho, considerando o sentido São José dos Campos – Caraguatatuba. O emboque onde foi realizada a detonação fica nas proximidades do futuro km 65,5 do novo segmento. Até então, só haviam sido realizadas pequenas detonações para o início dos trabalhos de escavação. Superada essa etapa, a intervenção realizada agora tem o objetivo de agilizar o avanço da escavação da obra.

“Já duplicamos a Tamoios de São José dos Campos até o alto da serra. Nos próximos meses, vamos entregar mais quatro quilômetros de duplicação no planalto e está em obra uma nova autoestrada, a Nova Tamoios, com 21 quilômetros. O contorno de Caraguatatuba também já está em obras, tudo isso gerando empregos. Ao todo, temos 3.600 trabalhadores neste empreendimento”, disse o governador Geraldo Alckmin.

Duplicação

 Principal intervenção do contrato de concessão, a duplicação da Tamoios no trecho de serra está com 21,43% de obras realizadas. Com investimento de R$ 2,8 bilhões, a nova pista será construída entre Paraibuna e Caraguatatuba, e mais de 70% do tempo de obra da duplicação da Tamoios será gasto com a escavação de túneis. Dos 21,6 quilômetros de pistas – entre o km 60,4 e o km 82 -, cerca de 12,6 quilômetros são referentes a túneis da obra, o maior deles com 5,5 quilômetros, o mais extenso do Brasil. A duplicação prevê, ainda, a instalação de viadutos (aproximadamente 2,3 quilômetros) e uma ponte. No ano, está prevista a entrega dos primeiros quatro quilômetros de duplicação, entre o km 60,4 e o km 64,4.

A operação da nova pista será no sentido litoral-planalto, mas haverá possibilidade de inverter o tráfego se houver demanda que justifique essa medida – como ocorre, por exemplo, nos feriados prolongados. O novo segmento terá rampas menos inclinadas do que o atual trecho de serra, um traçado menos sinuoso e curvas mais seguras. Até sua conclusão, a obra vai gerar 2.500 empregos diretos.

A conclusão total da obra está prevista para 2020, e a previsão é de que trafeguem por dia, no novo trecho, cerca de 35 mil veículos. Os principais benefícios esperados com a entrega da obra serão agilizar o escoamento da produção ao facilitar o acesso ao Porto de São Sebastião, melhorar o tráfego em Caraguatatuba e São Sebastião, incrementar o turismo no Litoral Norte e aumentar a segurança viária, com consequente redução no número de acidentes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*