Editorias, Notícias, Política

Alckmin anuncia desfiliação do PSDB após 33 anos de partido

Alckmin anuncia desfiliação do PSDB após 33 anos de partido. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Sem dar detalhes, o ex-governador afirmou apenas que em breve anunciará seus próximos passos.

O ex-governador Geraldo Alckmin anunciou, nesta quarta-feira (15), deixou o PSDB após mais de 33 anos. Em seu Twitter, o agora ex-tucano afirmou que é  tempo de mudança.

“Nesses mais de 33 anos e meio de trajetória no PSDB procurei dar o melhor de mim. Um soldado sempre pronto para combater o bom combate com entusiasmo e lealdade. Agora, chegou a hora da despedida. Hora de traçar um novo caminho”, afirmou.

Sem dar detalhes, o ex-governador afirmou apenas que em breve anunciará seus próximos passos.

Alckmin agradeceu aos companheiros de jornada, afirmando, ainda, que foram muito importantes em sua trajetória. “Jamais esqueci a lição do meu pai. Respeito às pessoas, lealdade aos princípios e firmeza de caráter. Só com esses valores é possível construir uma vida pública decente. Valeu cada obstáculo vencido, cada momento vivido, cada conquista feita.”

Candidato  à presidência da República duas vezes (2006 e 2018), governador de São Paulo por quatro mandatos, Alckmin não exerce cargo no momento. Foi prefeito de Pindamonhangaba, deputado estadual em 1982, deputado federal em 1986 e participou dos trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte (1987).

A saída de Alckmin do PSDB já era esperada após romper com o governador  João Doria, candidato do partido à presidência em 2022. Cotado para eventual chapa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições  do próximo ano, o ex-governador já recebeu convites para se filiar no PSB, PSD e no Solidariedade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*