Esportes, Paulistão

Água Santa perde invencibilidade, mas avança às semifinais da Série A2

Água Santa perde invencibilidade, mas avança às semifinais da Série A2
Jogadores comemoram gol de Dadá Belmonte no Primeiro de Maio. Foto: Michael Sanches/ECAS

O Água Santa segue na briga pelo acesso à elite do Campeonato Paulista. A classificação do time de Diadema às semifinais da Série A2 veio nesta sexta-feira (21) à noite mesmo com derrota para a Portuguesa por 2 a 1, no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo, pela rodada de volta das quartas de final. A derrota também foi a primeira do Água Santa no campeonato.

No confronto de ida entre os times, o Água Santa havia vencido por 2 a 0 no Canindé, na Capital paulista, e deu naquela oportunidade importante passo para seguir na briga pelo acesso à elite, da qual o time foi rebaixado em 2020.

Agora, o Água Santa terá pela frente o Rio Claro, que superou o Red Bull Brasil com vitória fora (2 a 1) e empate no Schmidtão (1 a 1).

Os primeiros 45 minutos foram bem disputados, com a Portuguesa assumindo os riscos de ir ao ataque para diminuir a vantagem conquistada pelo Água Santa no confronto de ida. O time da Capital priorizou o toque de bola e as jogadas aéreas, estratégia que deu certo e resultou no gol de Walfrido, aos 29 minutos, de cabeça.

O gol da Portuguesa não desanimou o Água Santa, que manteve a postura em campo e pouco tempo depois viu Lelê ser derrubado na área. Aos 35, Dadá Belmonte foi para a cobrança e deslocou o goleiro Thomazella, que caiu no canto oposto.

O Água Santa era mais efetivo no ataque e poderia ter ido ao intervalo com a vantagem no placar. Aos 46 minutos, Hélder arriscou de fora da área e colocou o goleiro Thomazella para trabalhar.

No segundo tempo, o Água Santa teve o controle da partida, mas não conseguiu transformá-lo em boas oportunidades de gol. Na base do abafa, a Portuguesa quase fez o segundo gol aos 28, após chute de Walfrido que parou no travessão.

Na reta final da partida, a Portuguesa pressionou o Água Santa e fez o segundo gol. Aos 38, Wellington Reis cruzou, Rhuan desviou e Helder acabou mandando contra o próprio gol, mas já era tarde para impedir a classificação do Netuno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*