Esportes, Paulistão

Água Santa deve dar descanso a alguns jogadores contra o Atibaia

Água Santa deve dar descanso a alguns jogadores contra o Atibaia
Márcio Ribeiro deve rodar o elenco. Foto: Michael Sanches/Agua Santa

Em jogo de opostos, o líder Água Santa encara, hoje (16), às 16h, o Atibaia pela oitava rodada do Campeonato Paulista da Série A2. A partida será realizada no Estádio Décio Vitta, em Americana, onde o Falcão tem mandado seus jogos.

O confronto opõe o me­lhor ti­me da competição, ainda in­victo e com seis vitórias em sete jogos disputados; e uma equipe que ainda não sabe o que não sabe o que é vencer nesta Série A2. O Falcão ocupa a 12ª colocação com cinco pontos, obtidos em cinco em­pa­tes e duas derrotas.

No Netuno, o técnico Márcio Ribeiro terá o retorno do lateral-direito Jonathan Bocão, que cumpriu suspensão auto­mática na partida contra o Santo André, no meio da semana. Genilson, que substituiu o titular no dérbi regional, foi expulso contra o Ramalhão e fica fora do duelo em Americana.

Com confortável vantagem de cinco pontos sobre o vi­ce­-líder e de dez sobre o nono colocado Inter, primeiro time fora do G8, Ribeiro deve rodar o elenco, a fim de dar descanso aos atletas que mais têm atuado.

CONTRATAÇÃO

Para ajudar a comissão técnica comandada pelo Márcio Ribeiro, a diretoria anunciou Mauricio Casali e Lucas Trindade, que se juntam a Leandro Souza na função de analista de desempenho.

Mauricio, Lucas e Leandro serão responsáveis por fazer o scout das partidas, informatizar o departamento técnico, armazenar e organizar os vídeos dos jogos, desenvolver estatísticas e produzir um banco de dados de todos os atletas do clube.

“Em conjunto com a comissão técnica, buscaremos fornecer o máximo possível de subsídios no monitoramento dos nossos atletas e também na avaliação de possíveis novos contratados”, explicou Souza.

Outra função importante do trio  será o trabalho de analise dos adversários do Água Santa na A2.

“Os dados são sempre importantes para minimizar a possibilidade de erro. Tentamos colher informações sobre as características individuais de cada atleta e também as coletivas. Depois passamos os dados ao treinador e nossos jogadores para que a gente tenha as melhores informações em um futuro jogo”, concluiu. 

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*