Editorias, Notícias, Política

Aécio: ‘prévias são um belo caminho em 2018’

Aécio: “temos de parar com essa visão mesquinha da política onde só se trabalha nos projetos pessoais”. Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Presidente do PSDB e um dos possíveis candidatos da legenda ao Planalto, o senador Aécio Neves afirmou ontem (3) que as prévias internas são “um belo caminho” para 2018. Disse que “não teme” que a disputa cause novos conflitos entre correligionários, como ocorreu no lançamento da candidatura do empresário João Doria à Prefeitura de São Paulo, com críticas públicas e até mudança de legenda de tucanos históricos, como o vereador Andrea Matarazzo (PSD).

“Acho que não devemos temer as prévias, por mais que haja algum tipo de disputa interna, pior do que isso é opressão, pior do que isso é um cerceamento das oportunidades que todos os possíveis nomes devem ter”, destacou Aécio.

O senador, no entanto, afirmou que a responsabilidade do partido “é tão grande que é possível que um nome surja de convergência”. “A prévia pressupõe que não haja convergência. Por exemplo, em 2014 se falou muito sobre prévia e não houve porque houve uma convergência em torno de meu nome. Porém, se não houver, o que faz? Consulta-se as bases do partido”, disse.

Eleito prefeito da Capital paulista em primeiro turno, João Doria foi apadrinhado pelo governador Geraldo Alckmin, que já concorreu à presidência em 2006 e disputa com Aécio a vaga do partido nas próximas eleições. Alckmin e Doria defenderam prévias para 2018 neste domingo (2).

Aécio disse que conversou com ambos ontem e que a vitória do tucano “foi extraordinária”. “Temos de parar de ter essa visão mesquinha da política onde as pessoas só trabalham nos seus projetos pessoais”, afirmou. O senador. apresentou os resultados nacionais do partido nas eleições deste ano, na sede do PSDB em Belo Horizonte. Segundo o tucano, houve crescimento de 15% do PSDB neste primeiro turno, com 791 prefeituras conquistadas.

Caio Narcio

Durante o discurso de Aécio, o deputado federal Caio Narcio (PSDB-MG), filho do ex-presidente do partido em Minas, Narcio Rodrigues, saiu de uma sala reservada e se posicionou ao lado do senador, em frente às câmeras.

A situação, segundo membros do partido, foi inesperada e causou desconforto. Narcio Rodrigues foi preso em maio na Operação Aequalis da Polícia Federal e obteve habeas corpus para deixar a penitenciária em agosto. Rodrigues é réu e responde por crimes como fraude a licitação, organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e por atrapalhar investigação criminal. Sua defesa nega todos os crimes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*