Mauá, Política-ABC, Sua região

Admir Jacomussi é cotado para presidência da Câmara de Mauá

Jacomussi: “Sempre privilegiei em zelar pela boa imagem do Legislativo”É dada como certa a escolha do vereador Admir Jacomussi (PRP), pai do prefeito eleito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), para ser o presidente da Câmara pelos próximos dois anos. Eleito para seu nono mandato, o parlamentar é o mais experiente do Legislativo e acredita em seu perfil agregador para contar com os votos de seus pares.

“Ainda estamos conversando, mas meu nome está colocado. Sempre privilegiei em zelar pela boa imagem do Legislativo e é isso que quero resgatar”, afirmou o parlamentar. Outros dois postulantes que também poderiam concorrer, Roberto Rivelino Ferraz , o Professor Betinho (PSDC) e Robson Roberto Soares, o Betinho da Dragões (PR), já retiraram seus nomes.

Pelas discussões, Betinho deve ser o vice-presidente da Mesa Diretora. A base de apoio de Atila reúne 17 dos 23 vereadores eleitos e muito dificilmente não teria condições de eleger um nome indicado pelo prefeito. “Quero ter a oportunidade de ajudar. Com as coisas correndo bem no Legislativo, o Executivo tem mais tranquilidade e condições de trabalhar”, completou Jacomussi.

Fazem parte da bancada situacionista em Mauá os vereadores Admir Jacomussi (PRP), Helenildo Alves da Silva, o Tchacabum (PRP), e Vladimilson Garcia, o Bodinho (PRP); Vanderlei Cavalcante, o Neycar (SD), e Ozelito José Benedito, o Irmão Ozelito (SD); José da Silva, o Pastor José (PSDB), e Joelson Alves dos Santos, o Jotão (PSDB); Roberto Ferraz, o Professor Betinho (PSDC), e Sinvaldo Gonçalves, o Sinvaldo Carteiro (PSDC); Betinho da Dragões; Samuel Ferreira Santos, o Samuel Enfermeiro (PSB), Francisco de Carvalho Filho, o Chico do Judô (PEN); Manoel Lopes (DEM); Severino do MSTU (PROS), Gil Miranda (PRB), Cincinato Freire (PDT) e Fernando Rubinelli (PDT).

Oposição

Com apenas seis parlamentares, a oposição ainda não discutiu qual postura será adotada com relação à eleição da Mesa Diretora. Nos bastidores, fala-se que o presidente municipal do PTdoB, Chiquinho do Zaíra, poderia ser um dos candidatos. A oposição contaria, ainda, com algumas dissidências entre os partidos aliados, por possível de falta de espaço no governo, para tentar emplacar um indicado.

Único petista a ser eleito para a próxima legislatura, o atual presidente da Câmara, Marcelo de Oliveira, afirmou que ainda não teve tempo de pensar sobre o assunto. “Estamos mais preocupados nesse momento em acertar prestação de contas, nessa parte depois da eleição”, justificou. “Na verdade, não sei como é estar na oposição. Vamos ter que conversar e ver qual vai ser a linha de atuação. Maioria ou minoria, vou continuar fazendo a política que acredito”, concluiu. Oliveira foi eleito para o terceiro mandato.
Além de Oliveira e Chiquinho, a oposição conta com Adelto Damasceno, o Adelto Cachorrão (PTdoB); Osvanir Carlos Stella, o Ivan (PTdoB); Ricardo Manoel de Almeida, o Ricardinho da Enfermagem (PTB), e José Wilson Ferreira, o Wilson Melão (PPS).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*