Brasil, Editorias, Notícias

Acidentes em estradas têm queda de 16% no feriado

Polícia Rodoviária Federal registrou 1.091 acidentes nas rodovias federais do país. Foto: Divulgação/PRF Nos quatro dias da Operação Semana Santa, a Polícia Rodoviária Federal registrou 1.091 acidentes nas rodovias federais do país, redução de 16% em relação a 2016, quando 1.304 acidentes foram confirmados. O órgão divulgou nesta segunda (17) os números preliminares da operação, realizada entre quinta-feira (13) e domingo (16).

Segundo a PRF, 82 pessoas morreram e 1.107 ficaram feridas. O resultado representa uma redução de 1% no número de mortos e 13% de feridos em relação ao ano passado -na Operação Semana Santa de 2016, houve 83 mortos e 1.267 feridos-.

“Apesar da redução no número de ocorrências, mais de 40% das mortes ocorreram no último dia da operação, justamente no momento de retorno das famílias aos seus lares”, informou a PRF, em nota.

Durante o prolongado fim de semana, policiais reforçaram a fiscalização nos trechos com mais índice de acidentes e, mesmo com o esforço, eles contabilizaram 60 mil flagrantes de excesso de velocidade. Outros 5,8 mil motoristas foram autuados por ultrapassar em locais proibidos. No total, houve 47,7 mil infrações de trânsito.

“O reforço no efetivo ocorreu em todo o Brasil e também focou na educação para o trânsito. As ações educativas, com o objetivo de sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro, alcançaram 42,2 mil pessoas”, informou.

Rodoanel

A Concessionária SPMAR, responsável pela administração dos Trechos Sul e Leste do Rodoanel Mario Covas, registrou a passagem de mais de 460 mil veículos – sendo 345 mil no Trecho Sul e 115 mil no Leste – durante a Operação Especial do feriado.

Neste período, não houve acidente com vítima fatal. A Concessionária registrou um total de oito acidentes durante todo período do feriado, média de dois acidentes por dia, sendo 4 no Trecho Sul e 4 na asa Leste.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*