Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Abra a Boca para a Saúde atende população no Centro de São Bernardo

Cerca de 50 profissionais participam da campanha, que ocorre no Poupatempo. Foto: Raquel Toth/PMSBC

A Prefeitura de São Bernardo promove a nona edição da campanha “Abra a Boca para a Saúde”, na entrada do Poupatempo (rua Nicolau Filizola, 100, na Vila Euclides), das 8h às 16h. Iniciativa que acontece até amanhã (11) tem como objetivo diagnosticar casos de câncer bucal em estágio inicial e disponibilizar informações sobre a doença para a população.

Para Adriana Assis Lopes, do Bairro Botujuru, ações como essa são muito importantes, principalmente porque aproximam as pessoas do atendimento, realizado sem a necessidade de marcar uma consulta. “Poder ser atendida rapidamente pelos dentistas, avaliada, e orientada sobre os cuidados com a minha saúde é muito importante. Estou há três anos sem visitar o dentista, e hoje me informaram que posso passar na UBS da minha região, que faz esse tipo de atendimento.”

Durante a campanha, cerca de 50 profissionais – entre dentistas, auxiliares e médicos de cabeça e pescoço, buco-maxilo-facial e estomatologistas – participarão da ação da Secretaria da Saúde. De acordo com a dentista e estomatologista Claudia Willian Rached, a equipe multidisciplinar contribui para a realização do pré-diagnóstico.

No caso de suspeita de câncer bucal, o paciente é encaminhado para uma das unidades do Brasil Sorridente/Centro de Especialidades Odontológicas. Caso confirmada doença, os pacientes são atendidos pelo Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Anchieta.

“Há uma boa adesão da população ao programa, e o que sempre reforçamos com os pacientes é a importância de passarem pelos dentistas da rede e trabalhar na questão da prevenção. Muitos dos que nos procuram durante a campanha são pessoas que apresentam histórico de câncer na família”, comenta Claudia.

Quem participa da campanha recebe panfletos informativos sobre autoexame da boca, quando são observados lábios, língua (principalmente as bordas), assoalho (região embaixo da língua), gengivas, mucosa jugal (bochecha), palato (céu da boca) e amígdalas.

Para Josafá Moreira, morador do Taboão, o atendimento foi positivo: “Não tinha esse tipo de atendimento quando eu era criança. E muitas vezes, no interior, éramos orientados a arrancar um dente, e esse era o nosso tratamento. Aqui os dentistas explicaram os riscos que o álcool e cigarro trazem para a nossa boca, e orientaram direitinho como cuidar e fazer o autoexame.”

Diagnóstico

O câncer de boca pode ser encontrado nos lábios, língua, bochechas, gengivas, céu e assoalho da boca. Segundo especialistas, o autoexame bucal é fundamental para diagnosticar a doença precocemente, pois cerca de 80% dos pacientes que procuram tratamento já se encontram em estágios avançados, dificultando a possibilidade de cura. As incidências maiores desse tipo de câncer são nos homens com mais de 40 anos que fumam ou bebem.

O cigarro representa o maior risco para o desenvolvimento da doença, que varia de acordo com a quantidade de cigarros por dia. Ou seja, quanto mais frequente for o ato de fumar, maiores serão as chances de desenvolver câncer de boca.

A recomendação é que, diante de alguma lesão que não cicatrize em até 15 dias, um profissional de saúde (médico ou dentista) deve ser procurado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*