Minha Cidade, Regional, Sua região

ABC vacinou apenas 33% da população contra febre amarela

A apenas um dia do fim da campanha de vacinação contra a febre amarela, o ABC imunizou apenas 33,41% da população-alvo. De acordo com dados informados pelas prefeituras, até o momento foram vacinadas 779.869 pessoas. A meta estipulada pelo governo do Estado é de 2.334.029 munícipes. Em todos os municípios, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) estarão abertas amanhã (17), último dia de campanha e Dia D de mobilização (veja no box outras informações sobre postos de vacinação).

Já foram confirmados cinco casos da doença na região, sendo quatro importados (dois em Santo André, um em São Bernardo e um em Ribeirão Pires) e um autóctone (quando a contaminação ocorre na cidade de residência) em São Bernardo. Duas pessoas morreram. Outros nove casos suspeitos estão sendo investigados. O Ministério da Saúde recomendou que a campanha seja prorrogada no Estado de São Paulo devido à baixa adesão. Foram vacinados apenas 26% do público-alvo.

ABC vacinou apenas 33% da população contra febre amarela

Melhor cobertura

Em São Caetano, que tem a melhor cobertura, já foram vacinados 60.023 moradores, o que representa 63,56% da meta de 94,435 pessoas. A cidade não tem registro de nenhum caso da doença nem informou se pretende prorrogar a campanha. Em Diadema, que tem a segunda melhor cobertura, com alcance de 44,65% dos moradores que fazem parte da meta (163.059 em universo de 365.124 pessoas), são investigados três casos suspeitos. A administração aguarda orientação do governo estadual sobre prorrogação da imunização.

São Bernardo vacinou 269.432 pessoas, o que representa 38,08% da meta de 707.474 moradores. A cidade já tem dois casos confirmados da doença, um importado e um autóctone. Outro caso segue em investigação. Todas as 34 UBS’s da cidade continuarão aplicando a vacina após o dia 17 de fevereiro. Em Santo André, onde dois casos importados foram confirmados e um dos moradores morreu, já foram imunizados 176.235 moradores, 28,28% da meta de 623.152 pessoas. Cinco casos seguem em investigação. A cidade também aguarda orientação d governo estadual.

Mauá vacinou 88.297 pessoas até o dia 09 de fevereiro, cobrindo 22,25% da meta de 396.690 pessoas. A cidade não registrou nenhum caso da doença e informou que vai avaliar a necessidade de prorrogar a campanha. Ribeirão Pires, que confirmou um caso importado da doeça, cujo munícipe esteve em Mairiporã e faleceu na última quarta-feira (14), foram vacinadas 22.823 pessoas, 21,60% da meta de 105.651 moradores. A prefeitura não informou sobre prorrogação da campanha.

Não devem tomar a vacina crianças menores de nove meses, grávidas e mulheres que amamentam bebês menores de seis meses, pacientes com doenças graves e autoimunes, portadores de câncer e HIV, bem como pessoas alérgicas a ovo, pacientes que usem corticoides e imunossupressores. Idosos devem ser avaliados por médicos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*