Minha Cidade, Regional, Sua região

ABC tem queda nos principais índices de criminalidade no primeiro semestre

O ABC registrou queda nos principais índices de criminalidade nos primeiros seis meses deste ano no comparativo com mesmo período de 2018, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (26) pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Os homicídios dolosos (quando há intenção de matar) tiveram queda de 19,4%: foram 108 casos em 2018, contra 87 no primeiro semestre deste ano. A maior redução nesse tipo de crime foi registrada em Diadema: 69,8% – ocorreram 43 homicídios em 2018 e 13 este ano. Ribeirão Pires vem sem seguida, com queda de 50% – quatro assassinatos contra dois, na mesma base comparativa.

ABC tem queda nos principais índices de criminalidade no primeiro semestre

As demais cidades da região tiveram aumento no número de homicídios: Santo André teve alta de 12,5% (subiu de 24 casos para 27) e São Bernardo, 16,7% (de 18 para 21 ocorrências) na comparação entre os primeiros semestres de 2018 e 2019. São Caetano registrou três casos este ano. Em 2018 não houve relatos desse tipo de crime no primeiro semestre. Mauá teve alta de 5,6% (subiu de 18 para 19 casos) e Rio Grande da Serra registrou um assassinato em 2018 e dois em 2019.

Na mesma base comparativa, os casos de latrocínio no ABC tiveram queda de 58,8%, passaram de 17 no ano passado para sete em 2019. Os casos de roubo e furto em geral tiveram queda de 6,7%, foram 23.642 ocorrências em 2018 e 22.051 este ano. Já roubo e furto de veículos tiveram redução de 9,3% na mesma base comparativa – 9.326 casos em 2018, contra 8.463 este ano. Roubos de carga tiveram queda de 13,7% – 263 em 2018 contra 227 neste ano.

As ocorrências de estupro tiveram alta de 2,5% no primeiro semestre deste ano contra o mesmo período de 2018. Foram 237 ocorrências no ano passado e 243 nos primeiros seis meses de 2019. Ribeirão Pires registrou o maior crescimento no número de casos: passou de sete estupros em 2018 para 18 neste ano – 157,1%.

NO ESTADO

O Estado de São Paulo registrou queda de quase todos os indicadores de criminalidade durante o 1º semestre de 2019 na comparação com o mesmo período do ano passado. Casos de homicídio, roubo, latrocínio e estupro tiveram redução. Um dos únicos crimes a apresentar alta foi o furto, que ao longo dos seis primeiros meses aconteceu 271 mil vezes em cidades paulistas, o que equivalente a 1,5 mil crimes dessa natureza por dia.

O Estado somou 1,3 mil casos de homicídio, com 1.463 vítimas, quantidade que é 6% menor que no 1º semestre de 2018. Os casos de roubo tiveram redução de 7,1%, com 122 mil registros até junho deste ano. Outro crime que teve queda foi o estupro, que vinha crescendo ao longo de 2018. Neste ano foram efetuados 1.527 boletins de ocorrência denun­ciando crimes dessa natureza, enquanto no ano passado tinham sido 1.725.

O padrão de queda de crimes notado no Estado se reflete na cidade de São Paulo, onde as estatísticas mostraram redução de homicídios (-4,6%), roubos (-3,1%), latrocínios (-16,7) e estupros (-6,6%). A repetição do padrão também ocorreu em referência aos re­gistros de furto, que tiveram alta no período. Na cidade, foram 118 mil crimes, que são caracterizados pela ausência de violência. No ano passado, foram 102 mil registros.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*