Minha Cidade, Regional, Sua região

ABC ganha 257 policiais e 20 viaturas com batalhão de ações especiais da PM

ABC ganha 257 policiais e 20 viaturas com batalhão de ações especiais da PM
Tenente-coronel Gilson Hélio, comandante do 6º Baep, apresentou aos prefeitos a estrutura da unidade. Foto: Helber Aggio/PSA

O ABC passa a contar com o reforço de 257 policiais e 20 novas viaturas para atuar no Batalhão de Ações Especiais da Polícia (Baep), que será instalado em São Bernardo e terá caráter regional. O equipamento foi apresentado aos sete prefeitos nesta terça-feira (6) pelo comandante da Polícia Militar no ABC, coronel Renato Nery Machado, durante assembleia mensal do Consórcio Intermunicipal.

O 6º Baep atua desde abril em uma sede provisória em Santo André. Em seus primeiros quatro meses de operação, foram registrados 253 flagrantes na região, conforme balanço da corporação. O levantamento aponta ainda apreensão de 49 veículos, 28 armas de fogo, 70 quilos de drogas, além de 130 prisões de criminosos.

“Foi um ganho do Consórcio trazer o 6º Baep para o ABC”, afirmou Nery. O comandante da PM na região explicou que os batalhões estão sendo implementados conforme cronograma definido pelo governo do Estado.

A unidade atua nos sete municípios e tem contado com a colaboração de todas as prefeituras. “A base terá sede em São Bernardo, mas a atuação do Baep será na região. Faremos cronogramas diários para que as equipes façam operações em todas as cidades, de acordo com a estratégia traçada para cada localidade”, acrescentou o coronel.

O tenente-coronel Gilson Hélio, comandante do 6º Baep, apresentou aos prefeitos a estrutura do equipamento. Entre os principais compromissos estão agir como unidade operacional especial para a restauração da ordem pública, atuar em operações de controle de distúrbios, combater o narcotráfico e o crime organizado, realizar patrulhamento tático na prevenção e repressão imediata nos crimes de grave ameaça e dar apoio ao policiamento ostensivo.

Para o presidente do Consórcio e prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), a instalação do Baep é um ganho muito importante para a segurança pública da região. “Esta é uma das principais conquistas do Consórcio para as sete cidades. O Baep configura uma nova força tática de segurança para os municípios. É um novo modelo de gestão que funciona e traz resultados efetivos”, afirmou.

PISCINÃO

Durante a reunião, os prefeitos deliberaram que o Consórcio vai enviar ofício ao Departamento Estadual de Águas e Energia Elétrica (DAEE) para solicitar apresentação técnica sobre o piscinão Jaboticabal.

Em 24 de julho, o governo do Estado publicou Decreto de Utilidade Pública (DUP) para desapropriação das áreas necessárias para a construção do reservatório, apontado pelo Plano Regional de Macro e Microdrenagem do ABC – elaborado pelo Consórcio – como o principal projeto de combate às enchentes da região.

“O projeto de lei está na Assembleia Legislativa para ser votado. Por isso, nosso objetivo é trazer técnicos do DAEE para detalhar essas questões na assembleia de prefeitos”, afirmou Serra.

O decreto delimita como de interesse público área total de quase 167 mil metros quadrados na Vila Livieiro, bairro da capital paulista na divisa com São Bernardo e São Caetano. O piscinão Jaboticabal terá capacidade para retenção de 900 mil metros cúbicos de água e orçamento em torno de R$ 400 milhões.

A construção do reservatório nas proximidades da Rodovia Anchieta e na confluência entre os ribeirões dos Couros e dos Meninos, na divisa entre São Bernardo, São Caetano e São Paulo, é uma demanda antiga do ABC e debatida há pelo menos dez anos.

O projeto foi destravado em março, após fortes chuvas que atingiram a região. Na ocasião, os prefeitos dos sete municípios fizeram reunião com o governador João Doria (PSDB), articulada pelo Consórcio, e apresentaram documento que apontava a importância da obra no combate às enchentes na região.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*