Regional, Sua região

ABC entra no mapa brasileiro do turismo e está apto para pleitear recursos para o setor

ABC entra no mapa brasileiro do turismo e está apto para pleitear recursos para o setor
Brandão: “potencializar o turismo da região é também aquecer a nossa economia”. Foto: Arquivo

Os municípios do  ABC foram inscritos no Mapa do Turismo Brasileiro 2019. O Consórcio Intermunicipal articulou e realizou o cadastro das cidades no documento. Com a inserção, as prefeituras da região ficam aptas a pleitear recursos e financiamentos para fomento do setor junto ao governo federal.

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União nesta semana, juntamente com a revogação do texto anterior. Neste ano, o ministério tornou mais rigorosa a inscrição de municípios no mapa. Agora, as cidades precisam comprovar estrutura mínima na área de turismo para serem inseridas na lista, como legislação local, conselho e plano municipal para o setor. Tais critérios não eram exigidos antes pela pasta federal.

Santo André, São Bernardo, São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra foram inseridos na lista do ministério como ABC Tur – Rota da Natureza e da Indústria, reforçando a vocação da região para o turismo nessas duas áreas.

“Potencializar o turismo da região é também aquecer a nossa economia, atraindo mais investimentos para o ABC. É um ganho enorme para os municípios constarem no mapa nacional. Agora, fica mais fácil o pedido de recursos junto à União”, afirmou o secretário-executivo do Consórcio ABC, Edgard Brandão.

Mapa do Turismo

O novo Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021 foi lançado nesta semana. Ao todo, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do país foram validadas pela pasta federal e incluídas na atualização da plataforma.

A lista está disponível para consulta no site www.mapa.turismo.gov.br e conta ainda com a emissão de certificado digital para os municípios que o compõem. A certificação é uma maneira de comprovar que o município está inserido no mapa e faz parte do rol de 2.694 destinos brasileiros que trabalham o turismo como política de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a integração destes locais no novo Mapa do Turismo é fundamental para que a pasta possa direcionar ações que desenvolvam o setor em cada região. “Estamos num momento de virada para o turismo brasileiro e contamos com este novo mapa para termos uma radiografia atualizada do potencial turístico do Brasil para investir de forma adequada na melhoria de infraestrutura, realização de campanhas publicitárias, entre outras ações”, pontuou.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*