Economia, Notícias

ABC cria vagas com carteira pelo terceiro mês consecutivo

ABC cria vagas com carteira pelo terceiro mês consecutivo
Segundo o Caged, saldo nos sete municípios em setembro foi positivo em 1.460 empregos criados

Puxado mais uma vez pelo se­tor de serviços, o mercado de trabalho com carteira assinada do ABC gerou postos de trabalho em setembro pelo terceiro mês consecutivo.

Entre admissões e demis­sões, a região abriu 1.460 vagas no mês passado, segundo dados do Cadastro Geral de Em­­pregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (18) pelo Ministério da Economia.

O ABC não tinha três meses seguidos com geração de empregos formais desde o final do ano passado.

Apesar de ser positivo, o saldo de setembro – que de­corre de 21.802 admissões e 20.342 desligamentos – ficou abaixo do registrado no mesmo mês de 2018, quando houve a aber­tura líquida de 1.912 vagas, na série sem ajustes.

No acumulado de janeiro a setembro de 2019, o saldo do Ca­ged nos sete municípios é po­si­tivo em 8.555 postos, com queda de 24,6% em relação ao gerado no mesmo perío­do do ano passado (11.349), tam­­bém na série sem ajustes.

SETORES

No corte por atividades eco­­­nômicas, os servi­ços deram a principal contribui­ção para o resultado de setembro, com a aber­tura de 849 vagas.

O saldo foi puxado pelos segmentos médico, odontológico e veterinário (335), comércio e administração de imóveis (279), e ensino (137).

No acumulado do ano até setembro, os serviços criaram 9,7 mil empregos na região.

O comércio teve a aber­­tura de 585 vagas no mês passa­do, sexto resultado positivo consecutivo. O saldo foi puxado pelo varejo, que criou 391 postos de trabalho, enquanto o atacado gerou 194.

A in­­dústria gerou 129 vagas e interrompeu seis meses consecutivos de queda na ocupação, em um movimento influenciado, principalmente, pelas demissões feitas pela Ford na fábrica de São Bernardo em decorrência do encerramento gradual da produção na unidade.

Em setembro, o setor automotivo (montadoras e autopeças) fechou 437 vagas.

A principal contribuição positiva para o resultado da  indústria veio do setor de alimentos e bebidas, que gerou 400 vagas. O saldo reflete movimento sazonal decorrente da criação de postos de trabalho temporários para reforçar a produção a fim de atender o aumento da demanda no Natal.

No corte geográfico, cinco dos sete municípios registraram criação de empregos em setembro, com destaque para os 667 ge­rados em São Bernardo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*