Minha Cidade, Regional, Sua região

ABC avança para Fase Verde do Plano São Paulo

Nesta etapa, o atendimento local poderá ser feito por até 12h diárias, com o máximo de 60% da capacidade para todos os setores liberados. Foto: Governo do Estado de SP
Nesta etapa, o atendimento local poderá ser feito por até 12h diárias, com o máximo de 60% da capacidade para todos os setores liberados. Foto: Governo do Estado de SP

O governo do Estado anun­ciou nesta sexta-feira (9) que o ABC avançou da Fase 3 (amarela) para a 4 (verde, de abertura parcial) do Plano São Paulo de controle da pandemia e retomada consciente de atividades econômicas.
O Centro de Contingência do Coronavírus promoveu mudanças nas regras do Plano. A partir de agora, a região me­tropolitana, que era dividida em cinco sub-regiões, e a capital, antes vista de forma isolada, passam a ser analisadas como uma única região, chamada de região metropolitana ou Grande São Paulo.

Com a alteração, passam para a fase verde, a partir de hoje (10), a região metropolitana de São Paulo (incluído o ABC), Baixada Santista, Campinas; Piracicaba, Sorocaba e Taubaté.

“Agora, 76% da população do Estado segue para a fase verde do Plano S.Paulo, incluindo a capital”, afirmou o governador João Doria, durante coletiva. “Essas regiões terão um pouco menos de restrições no seu dia a dia, de acordo com as indicações do Plano.”

O governo promoveu ou­tras alterações: bares, restaurantes e demais estabelecimentos com consumo local de alimentos e bebidas poderá funcionar entre 6h e 22h, des­de que respeitados os limi­tes de dez horas de expediente na fase amarela e 12 horas na verde. Em ambos os casos, os estabelecimentos com funcio­namento noturno deverão fechar as portas às 22h, mas poderão agora autorizar a permanência de clientes que já estão no local até as 23h. Antes, os estabelecimentos eram obri­gados a fechar até as 22h.

A evolução da pandemia agora passa a ser comparada com dados obtidos nos últimos 28 dias, em comparação aos 28 dias anteriores. Antes, era ana­lisada em espaços de sete dias. A reclassificação vale de hoje (10) até o dia 16 de novembro.
Atividades que gerem aglo­meração, como festas, baladas, presença de torcedores em eventos esportivos e grandes shows com público em pé continuam proibidas nos 645 municípios de São Paulo. A li­beração só deve acontecer em eventual avanço para a fase azul ou após a disponibilização de vacina contra o coronavírus.

AÇÕES INTEGRADAS

Em nota, o Consórcio Intermunicipal ABC afirmou que o avanço para a fase verde é “fruto da união e do trabalho conjunto realizado pelas prefeituras de Santo André, São Bernardo, São Caetano; Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, que desenvolveram ações integradas e exitosas para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus”.

Nas redes sociais, os prefeitos Orlando Morando, de São Bernado, e Paulo Serra, de Santo André, se manifestaram sobre o passagem do ABC para a fase 4. “Graças ao nosso trabalho e eficiência no combate ao coronavírus, São Bernardo elevou sua fase para a classificação Verde. Mais um avanço importante, aumentando ain­da mais e melhorando o desenvolvimento de atividades na cidade., postou Morando.

“Com a união da nossa gente, o respeito aos protocolos sanitários e ao distanciamento social, evoluímos para a Fase Verde do Plano SP. Na próxima semana, vamos detalhar tudo o que esta nova fase nos permitirá. Vamos continuar com a checagem dos protocolos sanitários e de segurança para continuarmos evoluindo de ma­neira responsável, cuidando da nossa gente”, afirmou Serra.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*