Diadema, Minha Cidade, Sua região

3º Simpósio de Educação em Diadema prioriza integração e brincadeiras como práticas pedagógicas de sucesso

Pensar no caminho percorrido na área de Educação e nos desafios e propostas para a construção de um projeto pedagógico que atenda à realidade de cada escola e às necessidades de cada estudante é um dos objetivos do 3º Simpósio da Educação de Diadema, que termna hoje (10).

Com o tema “Tecendo o currículo que garante a aprendizagem como direito na cidade que é uma escola”, o evento propõe reunir professores e educadores da rede municipal e conveniada para formação continuada e discussão das atividades no contexto escolar, entre elas a brincadeira, a integração, a inclusão e a experimentação.

“Esse é um momento de reflexão sobre a prática profissional, de escuta e construção coletiva, para verificar como a Base Nacional Comum Curricular dialoga com o Plano Municipal de Educação que queremos”, afirmou a secretária municipal, Tatiane Ramos. A BNCC é um documento que orienta a elaboração de propostas curriculares em acordo com Plano Nacional de Educação (PNE) e a Conferência Nacional de Educação (CONAE).

No primeiro dia do evento (7), cerca de 600 professores da rede conveniada participaram do Grupo de Trabalho “Trilhas Pedagógicas na Educação Infantil em Diadema”, voltado para profissionais da Educação Infantil.

A abertura oficial do Simpósio foi realizada nesta terça-feira (8) e contou com a palestra da pedagoga, escritora e pós-graduada em metodologia de ensino pela Universidade Estadual de Maringá, Regina Emiko Shudo, ressaltou a importância do aprendizado lúdico. “As crianças aprendem quando elas vivenciam a situação. Por isso é importante a formação do adulto que trabalha com a criança. Na medida em que se tem clareza do objetivo a ser atingido, é possível proporcionar novas experiências, oportunidades e vivências. É preciso pensar o brincar com complexidade e progressão para que cada uma das etapas da criança tenha um trabalho específico”, explicou.

Nesse contexto também estão inseridos os brinquedos pedagógico, que devem estimular o desenvolvimento e a autonomia. Um exemplo a baixo custo é um telefone feito com mangueira de chuveiro e dois funis (um em cada ponta da mangueira). A brincadeira estimula a concentração para ouvir e desenvolve a fala.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*